Ifac inicia 3ª fase de obras em seu novo campus na antiga Escola da Floresta

O espaço, que foi doado pelo Governo do Estado ao Instituto Federal do Acre, terá capacidade para receber mais de 1,2 mil estudantes

 

O Instituto Federal do Acre (Ifac) iniciou a terceira fase das obras de seu novo campus, localizado na antiga Escola da Floresta. A etapa, que se encontra em fase de licitação, contará com a construção de estrutura de abastecimento de agua e subestação de tratamento de esgoto. O local, que foi doado pelo Governo do Estado ao Ifac, funcionará o Campus Avançado Baixada do Sol.

No local funcionará o Campus Avançado Baixada do Sol (Foto: Assessoria Ifac)

Com cerca de 450 hectares, a área do novo campus contará com salas de aulas, auditório, laboratórios, biblioteca, depósitos, salas administrativas, salas multiuso, dormitórios, estacionamento, além de área experimental, que será utilizada nas atividades práticas dos cursos técnicos subsequentes de Agroecologia, Recursos Pesqueiros, Zootecnia, e do curso de pós-graduação em Agricultura Familiar.

Com a reforma e ampliação da estrutura, a unidade poderá aumentar a oferta de cursos e matrículas, por exemplo, podendo receber até 1,2 mil estudantes. A expectativa é de que as obras da terceira fase, que terão custo de cerca de R$ 210 mil, sejam iniciadas já em 2021.

O espaço administrativo já está em funcionamento (Foto: Assessoria Ifac)

O espaço administrativo, reformado na primeira e segunda fases, já está em funcionamento, o que possibilitou o atendimento do pedido da Justiça Eleitoral para instalação de três seções durante as eleições municipais. Na terça-feira (18), a reitora Rosana Cavalcante dos Santos visitou as obras de reforma, acompanhada pelo diretor da unidade, Sérgio Guimarães da Costa Flórido, e pela equipe de engenharia do Ifac.

Conforme explica a diretora de Obras e Infraestrutura do Ifac, Janara Alexandre da Silva Vasconcelos, o novo campus do Ifac já contou com reformas e ampliações, totalizando investimento superior a R$ 1 milhão. Ela reforça ainda que o trabalho desenvolvido no local tem sido realizado de forma planejada.

“A estrutura da Escola da Floresta é muito antiga. Quando recebemos o espaço, foi preciso realizar uma análise minuciosa de todos os ambientes, quando foram detectados problemas estruturais. E isso nos preocupou. Com isso, reforçamos nosso trabalho, atenção e precaução em relação ao que necessitava ser executado. Dessa forma, temos trabalhado de forma responsável e garantindo que toda a estrutura tenha a segurança necessária para receber nossos professores, técnicos, estudantes e a comunidade”, destacou Janara Vasconcelos.

A diretora de obras e Infraestrutura do Ifac explica ainda que o trabalho na antiga Escola da Floresta vem sendo desenvolvido desde o final de 2018. “Na época, ampliamos um bloco de laboratórios, duas salas de aula, um bloco de banheiros, além da construção de uma passarela interligando esses espaços aos demais ambientes já existentes no local. Além disso, construímos uma estação de tratamento de esgoto e reformamos a parte interna do bloco administrativo. A conclusão dessa etapa ocorreu em 2019, quando demos início à segunda fase. Nessa etapa foram contempladas as reformas do refeitório e o restante do bloco administrativo, contemplando parte de esquadrias, pintura e calçamento externo, o auditório, além da reforma da guarita”.

Ainda de acordo com Janara Vasconcelos, o espaço contará com uma última fase de reformas e estruturação. “A obra ainda contará com a quarta etapa, quando serão contemplados alojamento, blocos de sala de aula e biblioteca. Queremos finalizar esses espaços para que tenhamos uma estrutura para atender o campus Baixada do Sol”, afirmou.

Espaço contará com uma última fase de reformas e estruturação (Foto: Assessoria Ifac)

Conforme explica a reitora do Ifac, Rosana Cavalcante dos Santos, o trabalho que vem sendo desenvolvido no local tem como base a transparência, segurança e responsabilidade com a comunidade acreana. “Sempre foi prioridade para o Ifac a transparência e desenvolvimento de um trabalho responsável. Quando recebemos a Escola da Floresta, fizemos um levantamento minucioso de análise da estrutura, visto que esse era um espaço extenso. Analisamos tudo de forma que pudéssemos compreender o que o novo campus Avançado Baixada do Sol precisava para funcionar adequadamente”.

Ainda de acordo com Rosana Cavalcante dos Santos, a doação da antiga Escola da Floresta feita pelo Governo do Estado deixou claro o compromisso do Acre com a educação. “O Governo do Estado sempre nos apoiou nesse sentido e a doação da área é prova disso. É uma felicidade para a comunidade local e para todos do Instituto Federal do Acre, pois teremos na localidade um campus da Rede Federal”.

Paralelo ao trabalho de engenharia, o Instituto Federal do Acre, por meio da direção geral do campus Avançado Baixada do Sol, tem atuado de forma a compreender as demandas locais em relação à educação, pesquisa e extensão. Nesse sentido, o diretor da unidade, Sérgio Flórido, tem feito contato com escolas próximas da região, que já confirmaram apoio ao Ifac.

“Somos uma unidade que tem foco na área agrícola. Com a instalação do Ifac na antiga Escola da Floresta poderemos garantir uma educação ainda mais adequada para o desenvolvimento de pesquisa, extensão e ensino. A ideia é que, ao ocuparmos o local seja mantida e respeita a história da antiga Escola da Floresta. Para isso, temos mantido contato com algumas escolas já existentes na Transacreana, para entender ainda mais o contexto local e trabalhar de forma que novos cursos sejam abertos na unidade avançada Baixada do Sol”, finalizou Sérgio Flórido. (Assessoria Ifac)

Assuntos desta notícia