Beth Passos OnLine 

Beth Passos 

E-mail [email protected] 

                                                         

 *A pessoa faz uns posts emocionantes de superação que fazem você pensar que ela foi para a guerra ou está se arriscando para ajudar refugiados de algum país distante, ou ainda que arriscou ser presa ou deportada por defender algum ideal político humanista…. Daí você descobre que ela só foi para a academia!

*Ainda bem que eu amadureci e não fico mais postando indiretas como certas pessoas.

*Vendo no meu feed uma discussão sobre a sexualidade de um prefeito brasileiro. A pessoa foi eleita porque é negra, gay, mulher ou trans, não porque é competente entendam pessoas da minha bolha. Cerca de 80% dos nossos parlamentares, nas três esferas, são incompetentes. Só que são incompetentes homens, brancos e héteros. E você nunca reclamou disso!

*Pronto, agora todo racista e homofóbico se livram de punição dizendo que têm transtornos mentais. Mas o interessante é que têm discernimento para não destratarem brancos e héteros.

*Os depoimentos do Casagrande sobre as aflições dos dependentes químicos, e como é importante o apoio da família e amigos aos doentes, é importantíssimo.

*Busquei Deus na igreja. Mas o encontrei fora dela. Acho que Deus anda muito mal representado por seus ‘escolhidos’.

*Pronto, agora todo racista e homofóbico se livram de punição dizendo que têm transtornos mentais. Mas o interessante é que têm discernimento para não destratarem brancos e héteros.

*No Rio de Janeiro ocupação de leitos de UTI para pacientes com Covid-19: 94% na rede SUS. Mais de 90% nos hospitais privados. Mais de 270 pacientes infectados esperavam na fila por uma vaga nos hospitais públicos entre eles 223 aguardam vaga na UTI.

*A pandemia aprendemos que somos resilientes. A maioria de nós conseguiu se reinventar e recriar nossas vidas da melhor maneira possível durante a quarentena. Temos forças para nos tornar a melhor versão de nós mesmos, independentemente da situação difícil em que nos encontramos.

*Juntando a proximidade temporal do assassinato no Carrefour no RS, com o caso de homofobia (praticada por uma cliente) numa conhecida padaria de SP, ao relato de um amigo, que se arrepiou ao entrar em uma loja de conveniência e dar de cara com um grupo de neonazistas conhecidos em SP, o espancamento e morte por dois policias, tiros de borracha em rapaz que filmava prisão em S. Luiz, concluo que: Precisamos começar a conversar, e muito seriamente, sem meras reações de indignação, sobre como o ódio se tornou o motor de toda a nossa sociedade. E sobre como desmontar essa engrenagem psicossocial, esse motor que parece ser o que move a todos, inclusive os que se enfurecem, mesmo em decorrência de uma indignação legítima.

*Só eu que reparei que a palavra mais falada da semana foi RECRUDESCER?!?

*O preço dos alimentos não para de subir. A política econômica do presidente Jair Bolsonaro está asfixiando a população pobre e de classe média. O “fique em casa” aconteceu em todos os países sérios, então por que o Brasil teve a moeda mais desvalorizada do mundo e não consegue assumir as rédeas da própria economia?

Beth Passos 

Jornalista 

Assuntos desta notícia