Pular para o conteúdo

Em reunião no Ministério da Justiça, Roberto Duarte cobra maior combate ao narcotráfico, madeireiros ilegais e a liga camponesa no Acre

O deputado estadual Roberto Duarte participou nesta quarta-feira, 12, de reunião com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres. A agenda foi organizada pelo relator do orçamento da união, senador Márcio Bittar. Na pauta estratégias que garantam maior segurança do Acre e das fronteiras do Estado.

Roberto Duarte cobrou maior combate ao narcotráfico, madeireiros ilegais e a liga camponesa no Acre durante reunião no Ministério da Justiça (Foto: Assessoria)

Participaram também da reunião o Governador do Acre, Gladson Cameli; o secretário estadual de segurança, Paulo César; o procurador geral, João Paulo Setti; o diretor do Deracre, Petrônio Antunes, e o chefe da representação do Acre em Brasília, Ricardo França.



“O Governo Federal, por meio do Ministério da Justiça, vai atuar de forma integrada com os estados no combate ao crime organizado e a violência de forma geral. Como relator do orçamento da união, eu me comprometo em destinar emendas para que as ações sejam implementadas”, destacou Marcio Bittar.

O deputado Roberto Duarte teve a oportunidade de cobrar, do ministro Anderson Torres, empenho em combater o narcotráfico no Acre. “O narcotráfico é fator determinante para o crescimento do crime organizado As fronteiras desprotegidas são portas abertas para o narcotráfico, logo, uma questão em que o governo federal deve agir com as Forças Armadas e suas agências de inteligência e combate ao crime, conforme prevê a Constituição. Além disso, precisamos avançar em ações para impedir a ação dos madeireiros ilegais e da liga camponesa no nosso estado”, disse. (Assessoria)

error: Conteúdo protegido!!!