Após denúncias de abandono, Gameleira passa por obras de manutenção preventiva e corretiva

A Gameleira, no Segundo Distrito de Rio Branco, está passando por uma obra de manutenção preventiva e corretiva. Essa é uma demanda antiga dos moradores e comerciantes daquele local. Em 2019, o Jornal A Gazeta trouxe a denúncia de abandono do espaço que é cartão postal de Rio Branco. Na época, a comerciante autônoma Maria Raimunda Rodrigues de Sousa alegou que já tinha sido roubada 8 vezes. O local vem sendo evitado por muitos moradores devido aos constantes assaltos e à presença de dependentes químicos. Uma das maiores reclamações era a estrutura carente de reparos e a falta de iluminação.

O Calçadão da Gameleira ganhou seus monumentos na gestão do prefeito Jorge Kalume, eleito em 1988, segundo o historiador Marcus Vinícius. Em 2002 foi revitalizado e logo se tornou um espaço atrativo para a cultura, lazer, turismo e atividades físicas. Pelo menos foi assim por alguns anos até chegar na situação de abandono relatada pela autônoma Maria Raimunda. Por isso, essa notícia das obras de reparo na Gameleira é positiva, porque vai revitalizar 1 patrimônio que merece, sim, todos os cuidados. Mais do que prédios coloridos, ali tem história.

Assuntos desta notícia