Pular para o conteúdo
acusado de assédio sexual

Mulheres se unem pelo afastamento do secretário municipal de saúde, Frank Lima

As denúncias vieram a tona nesta semana, sobretudo, apesar das suspeitas, o prefeito Tião Bocalom optou por manter Lima no cargo

O Instituto Mulheres da Amazônia (IMA), Levante Feminista contra o Feminicídio e todas as formas de violência contra a Mulher e o Movimento Articulado de Mulheres da Amazônia (MAMA) emitiram uma nota conjunta nesta quinta-feira, 15, em que pedem o afastamento do secretário municipal de Saúde de Rio Branco, Frank Lima. Ele é acusado por ao menos sete mulheres de assédio sexual.

As denúncias vieram a tona nesta semana por meio da vereadora Michelle Melo (PSB). Sobretudo, apesar das suspeitas, o prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, optou por manter Lima no cargo, decisão que vereadores e também os movimentos de mulheres discordam, pois acreditam que isso coloca as vítimas sob risco direto de retaliações, além de prejudicar a apuração dos fatos.

Confira a nota na íntegra:

A permanência do secretário de Saúde de Rio Branco, Frank Lima, em seu cargo, após as denúncias de assédio sexual contra servidoras da Secretaria Municipal de Saúde de Rio Branco é inconcebível! É bem verdade que a Constituição Federal presume inocência a todes, até que se prove o contrário. Entretanto, como gestor da pasta investigada, Frank dispõe de poderes e pode sim interferir na apuração dos fatos.

Por uma questão de lisura das investigações, nós, Mulheres da Amazônia, viemos à público pedir para que Frank Lima seja afastado da Semsa. Vale salientar que após as denúncias se tornarem públicas, o investigado remanejou servidores, ação essa que implica diretamente no resultado das investigações.

Aproveitamos o ensejo para repudiar veementemente os ataques proferidos por Frank Lima à vereadora Michelle Melo. Como parlamentar e mulher, Michelle tem cumprido com o seu dever de fiscalizar o Executivo e ser porta-voz da população.

Fazemos também coro ao pedido de afastamento do secretário Frank Lima, solicitado pela Comissão de Mulheres da Câmara de Vereadores de Rio Branco (CMRB), e reforçamos o pedido para que os demais vereadores também apoiem esse movimento, que presa pela verdade e a justiça.

Ao prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, e à vice-prefeita, Mafiza Petecão, reendossamos o pedido de afastamento do secretário Frank Lima, como prova contundente de que a gestão nada tem a esconder ou a quem beneficiar.

Instituto Mulheres da Amazônia (IMA)
Levante Feminista contra o Feminicídio e todas as formas de violência contra a Mulher
Movimento Articulado de Mulheres da Amazônia (MAMA)