Pular para o conteúdo
Crise hídrica

Nível do rio Acre está abaixo dos 2 metros e preocupa Defesa Civil

A previsão é de chuvas cada vez mais escassas, o que pode causar uma crise hídrica na região, assim como ocorreu em 2016, quando o rio atingiu 1,30m, no mês de setembro

O nível do Rio Acre, na Capital acreana, já é uma preocupação da Defesa Civil municipal. O coordenador do órgão, Major Cláudio Falcão, informou que, na medição auferida, na manhã desta terça-feira, 20, o manancial atingiu a marca de 1,96m, ou seja, bem abaixo do esperado para este período.

A previsão é de chuvas cada vez mais escassas, o que pode causar uma crise hídrica na região, assim como ocorreu em 2016, quando o rio atingiu 1,30m, no mês de setembro. Diante do alerta, major Falcão informa que a Defesa Civil tem se preparado para o período de estiagem em Rio Branco e já atua num plano de contingência para minimizar os impactos da seca.

Uma das ações é levar água potável para as comunidades que ficam ao redor da cidade e que já estão, inclusive, sem água para consumo.

“O rio Acre dá um panorama geral do acontece na região de Rio Branco e de todo o Acre. Nós estamos com uma crise bastante elevada, desde o início de junho, prejudicando muitas pessoas, especialmente aquelas comunidades que são abastecidas por poços, no período chuvoso. A captação de água também fica prejudicada, e a população da área rural sofre com essa seca, haja vista que as represas secam, afetando a pecuária e a agricultura. Enfim, é uma crise com altos impactos, tanto para a população urbana, quanto a rural”, destaca ele.