Pular para o conteúdo
Feminicídio

Mulher esfaqueada pelo marido não resiste aos ferimentos e morre no Pronto Socorro da Capital

Maria Ivanilde, de 44 anos, levou sete facadas do marido. Ciúmes teria motivado o crime

(Foto: Reprodução)

A mulher que foi gravemente esfaqueada pelo marido, na noite dessa terça-feira, 17, em Rio Branco, não resistiu aos ferimentos e morreu no Pronto Socorro de Rio Branco. Maria Ivanilde da Silva, de 44 anos, trabalhava como gerente de um restaurante localizado próximo a sua casa, onde o crime aconteceu, na rua Santa Maria, bairro João Eduardo II.

O crime teria sido motivado por ciúmes. Segundo informações divulgadas,  mãe e filha jantavam, quando o agressor, o marido de Maria, Wilam Bezerra, de 46 anos, começou uma discussão com a companheira.

Transtornado, o homem aplicou sete golpes de faca na esposa. As facadas atingiram o peito e a barriga da vítima. A filha de Ivanilde também foi esfaqueada no peito ao tentar impedir as agressões. Ao ver a mulher sangrando, o homem teria tentado se matar, aplicando um golpe de faca no pescoço.

O proprietário do restaurante em que Maria Ivanilde trabalhava manifestou pesar, nas redes sociais do estabelecimento e lamentou o crime. “Perdemos nossa funcionária, vítima de um brutal crime de feminicídio”, escreveu.