Pular para o conteúdo
Gazeta Indica #5

Para curtir em família: filmes com pais emocionantes e inspiradores

Curta metragem, animações, filmes recentes e clássicos para você entrar no clima do dia dos pais!

Em comemoração ao dia dos pais, preparamos alguns filmes para você ver ou rever em família. Todos com pais inspiradores e história emocionantes, para passar o domingo com aquele cisco no olho e um abraço apertado naquela pessoa que cuida e/ou cuidou de você, pois pai é quem cuida e não quem apenas gera!

Hair Love – Curta metragem (YouTube)

 

Essa dica você já pode assistir neste exato momento (play no vídeo acima)! Em menos de sete minutos, “Hair Love” apresenta a menina Zuri e seu pai, em uma atividade rotineira: arrumar o cabelo. A tarefa é retratada, de forma bem humorada, como um grande desafio para o pai que não está acostumado com tal momento. O filme venceu o Oscar de melhor curta de animação em 2020 e a paternidade é só mais um dos elementos desta linda e simples história sobre representatividade.

“Hair Love” foi dirigido pelo ex-jogador de futebol americano Matthew A. Cherry, Bruce W. Smith e Everett Downing Jr e começou com um projeto de financiamento coletivo.

Paternidade (Netflix)

Lançamento de junho da Netflix é baseado em uma história real

Um dos lançamentos da Netflix de junho, o filme “Paternidade” é inspirado em uma história real e mostra como Matt (Kevin Hart) lida com a morte de sua esposa um dia após o parto. Ele faz um juramento para oferecer apoio total à filha, assumindo todas as responsabilidades de um pai. Veja o trailer aqui .

Com quase duas horas de duração, o drama é dirigido por Paul Weitz e tem repercutido de forma positiva nas redes.

Vale a pena ver de novo 

Alguns filmes sempre valem a pena serem revistos, ainda mais quando se trata de histórias fortes ou fascinantes. É o caso de “A Vida é Bela” e “Peixe Grande”.

 

A Vida é Bela (TeleCine Premium)

 

Flime de 1997 que vale a pena ver de novo.

Filme italiano, de 1997, “A Vida é Bela” não ganhou três prêmios Oscar a toa. É impressionante como a trama brinca com a comédia em um período tão tenebroso quanto foi a Segunda Guerra Mundial. Não só o filme,mas este  também é o destaque do personagem Guido (Roberto Benigni ) que consegue manter a sensibilidade, por meio da fantasia, para amenizar o horror que viveu com seu filho em um campo de concentração.

Roberto Benigni, que também dirigiu o filme, levou o Oscar de melhor ator, e o longa ganhou como melhor produção estrangeira e melhor trilha sonora na premiação de 1999.

Um grande filme com um personagem que serve de exemplo não apenas sobre paternidade, mas sobre humanidade.

 

Peixe Grande (Amazon Prime)

Flime é dirigido por Tim Burton.

Dirigido por Tim Burton, este é outro filme que vale a pena rever! Lançado em 2003, o longa conta como a relação entre pai e filho foi afetada pelo comportamento do pai que contava histórias mirabolantes, mas que também era ausente. Prestes a morrer, os dois voltam a conversar e a se relacionarem justamente pelas histórias contadas no passado. Uma grande fantasia com Ewan McGregor,  Marion Cotillard e Helena Bonham Carter, “Peixe Grande” venceu o oscar de melhor trilha sonora.

 

Procurando Nemo e Pinóquio (Disneyplus)

Para os pais da criançada, ou não,  sempre vale relembrar os clássicos da Disney. Além de “O Rei Leão”, destacamos aqui também a história de Gepetto que torna do seu boneco de madeira, Pinóquio, seu filho. Em “Pinóquio” (1940), o fabricante de brinquedos é capaz de doar sua vida para salvar o filho.

Assim como a dos peixes palhaços mais famosos: Marlim e Nemo. Em “Procurando Nemo” (2003) Marlim se torna um pai super protetor após a morte da esposa e dos outros filhos fazendo com que Nemo seja sua maior devoção. Qual desses dois você gosta mais? Conta para a gente no nosso Instagram! E feliz Dia dos Pais!

Leia também: Veja nossa lista de séries e filmes para curtir este fim de semana embaixo das cobertas