Pular para o conteúdo
ato de caminhoneiros

BR-364 tem bloqueios parciais nesta sexta-feira, segundo a PRF

A PRF alerta, ainda, que em duas cidades há concentração de caminhoneiros às margens da rodovia, sendo um em Candeias do Jamari (no km 691 da BR-364) e outro em Presidente Médici

Apesar de a Polícia Rodoviária Federal (PRF) ter conseguido liberar os bloqueios de caminhoneiros em todo o país na quinta-feira, 9, no Estado de Rondônia ao menos cinco pontos de bloqueio parcial e um ponto de bloqueio total foram registrados nas rodovias de Rondônia nesta sexta-feira, 10. As manifestações ocorrem na BR-364 e na BR-421, que tem bloqueio total de veículos.

De acordo com a PRF, na BR-364, via que liga o Acre a Rondônia, os bloqueios são:

  • Ariquemes: bloqueado parcialmente no KM 512 da BR-364. Veículos de emergência e afins estão passando normalmente, exceto veículos de carga. A PRF informou que havia firmado compromisos com a liderança do protesto, mas que eles voltaram atrás e uma nova negociação deve ser feita;
  • Cacoal: bloqueio parcial com manifestantes às margens da rodovia, mas bloqueado para caminhões com carga não perecível.
  • Ji-Paraná: bloqueio parcial com manifestantes às margens da BR-364 no Anel Viário. Bloqueado para caminhões com carga não perecível.
  • Jaci paraná (distrito de Porto Velho): bloqueio parcial no km 789 da BR-364. Somente caminhões com cargas não perecíveis está proibido trafegar.
  • Ouro Preto do Oeste: bloqueado parcialmente no km 387 da BR-364 para caminhões com carga não perecível. Liberado para veículos de passeio, emergência, ônibus, perecíveis e carga viva.

A PRF alerta, ainda, que em duas cidades há concentração de caminhoneiros às margens da rodovia, sendo um em Candeias do Jamari (no km 691 da BR-364) e outro em Presidente Médici.

Na noite de quinta-feira (9), os pontos de bloqueios foram liberados em Vilhena (RO), no Sul do estado e em Candeias do Jamari, próximo a Porto Velho, que está com trânsito liberado para todos os veículos, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF).