Pular para o conteúdo
'Sua voz é nossa ordem'

Apoiadores de Aiache lançam movimento em apoio a sua pré-candidatura à presidência da OAB

O evento acontece no auditório da Federação das Indústrias do Acre (Fieac), a partir das 18h30, e as eleições gerais da OAB/AC devem ocorrer no mês de novembro

Com a proposta de “discutir ideias e propostas para a advocacia acreana avançar ainda mais”, advogados que apoiam a pré-candidatura de Rodrigo Aiache à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil – seccional Acre (OAC-AC) realizam nesta terça-feira, 28, o lançamento do movimento “Sua voz é nossa ordem – Acre”.

“A expectativa é de um evento repleto de alegria, pois há muito tempo não temos disputa em nossas eleições. Isso é muito importante para o aprimoramento de nossas instituições e para o avanço das conquistas.”, declarou Aiache.

Advogado Rodrigo Aiache/ Imagem: divulgação

O evento acontece no auditório da Federação das Indústrias do Acre (Fieac), a partir das 18h30, e as eleições gerais da OAB/AC devem ocorrer no mês de novembro, quando será eleita a nova diretoria e os membros do Conselho Pleno e Caixa de Assistência dos Advogados do Acre (CAAAC). Também será eleita OAB Subseção Juruá.

De acordo com Aiache, vários profissionais já confirmaram presença ao evento, como Marcus Venicius – Coordenador dos núcleos de Direito Administrativo e Direito Penal , Emerson Costa, Socorro Rodrigues, Laura Sousa, Harlem Moreira, Thales Vinicius, Stenio Soares, Vanessa Paes, dentre outros.

“A atuação da OAB-AC se tornou referência nos últimos anos. Não podemos retroceder. Vamos continuar fazendo com que o Direito seja bem mais participativo.. É preciso dar Voz a todos”, destacou ele.

Em recente entrevista ao site A Gazeta do Acre,  o advogado Rodrigo Aiache, que é Mestre em Direito Econômico e especialista em Direito Tributário, afirmou que sua candidatura “nasceu da vontade de um grande grupo que sonha com mudanças e dias de mais valorização”.

“Tivemos a honra de visitarmos entre maio e setembro, mais de 400 advogados em todo o estado do Acre. Durante as visitas, muitos membros questionaram a falta de uma inclusão verdadeira, de transparência na ordem e de uma representatividade voltada ao profissional. Neste passo, o movimento recebeu tanto apoio, tantas mãos unidas, que nada mais justo que seu lançamento para que todos possam participar com ideias, sugestões, opiniões livres e união”, declarou.

A OAB realiza eleições entre seus membros para a escolha de seus gestores, permitindo que os advogados lancem chapas, respeitando critérios como a idade mínima de 5 anos de filiação para compor a diretoria e 3 anos para os que desejam participar ao cargo de conselheiro; também é respeitada a paridade entre mulheres e homens; e inclusão de afro-brasileiros ou pardos em 30% da vagas.