Pular para o conteúdo
Crimes na fronteira

Polícia desmantelou ao menos 6 organizações especializadas em roubo de caminhonetes no Acre, afirma delegado

Nas últimas duas semanas, a operação já recuperou quatro veículos e prendeu cinco indivíduos em flagrante

Em uma série de ações ao longo deste ano, a Polícia Civil do Acre vem desmantelando grupos criminosos que roubam carros na capital para revender na Bolívia. Na última semana, a polícia prendeu um homem de 25 anos, membro de um bando de “puxadores” de veículos, que teria roubado um carro modelo Saveiro. 

A cidade de Plácido de Castro possui uma relevância significativa na cena criminal internacional. Ela faz fronteira com a Bolívia e está a apenas 100km da capital acreana, sendo alimentada por duas vias importantes: AC-40, vindo de Senador Guiomard e a AC-475, vindo de Acrelândia. Dada essa importância estratégica, hoje a cidade é rota de saída de veículos roubados e porta de entrada de armas e drogas. 

O delegado Danilo César, coordenador da Polícia Civil em Plácido de Castro, falou sobre as operações. “Apenas este ano, nós desmontamos ao menos seis organizações criminosas que vinham atuando no roubo de caminhonetes. Além disso, temos intensificado ações conjuntas com as polícias Federal e Militar para, de modo preventivo, apreender e prender em flagrante os autores que têm trazido carros não somente de Rio Branco, mas também de Rondônia. A Polícia Civil está atenta e trabalhando incansavelmente na fronteira”, finalizou ele.

A polícia vem intensificando as investigações na fronteira. Nas últimas duas semanas, recuperou quatro veículos e prendeu cinco indivíduos em flagrante. Simultaneamente, tem agido, nestes últimos dias, em vários municípios do Estado, acuando organizações criminosas com a prisão de pessoas portando ilegalmente armas e munições em Cruzeiro do Sul e no Bujari, além da prisão de suspeitos por tráfico em Rio Branco e em Xapuri.