Pular para o conteúdo
eleições 2022

‘Momento agora é de continuar fazendo o melhor para administrar o nosso Estado’, diz Gladson sobre pesquisa para o governo

Pesquisa revelou que Cameli (PP) perdeu intenção de votos, desde a última pesquisa realizada em agosto, mas permanece em primeiro lugar para o governo em 2022

O governador do Acre Gladson Cameli disse que está “tranquilo” em relação à pesquisa da Realtime Big Data, sobre o cenário político do Acre, divulgada nesta quinta-feira, 2, pela TV Gazeta.

“Recebo todas as pesquisas com tranquilidade. A exemplo de outras pesquisas já realizadas que me colocam bem a frente. Respeito todas e compreendo sua importância, mas o momento agora é de continuar fazendo o melhor para administrar o nosso Estado”, disse o governador.

A pesquisa revelou que Cameli (PP) perdeu intenção de votos, desde a última pesquisa realizada em agosto, mas permanece em primeiro lugar para o governo em 2022. Ele recebeu 30% das intenções de voto, na pesquisa espontânea, e 45%, na pesquisa estimulada. Na pesquisa de agosto, ele recebeu 41% e 62% das intenções, respectivamente.

Neste novo cenário, a eleição para o Governo do Acre seria resolvida no segundo turno. O ex-governador e ex-senador Jorge Viana, do PT, que aparece em segundo lugar, com 21% na estimulada, seria o concorrente do atual governador.  O senador Sérgio Petecão (PSD) desceu uma posição nas respostas, desde a última pesquisa, e ficou em terceiro lugar, com 12% das intenções de voto, seguido por Jenílson Leite, com 2%.

Na última pesquisa da TV Gazeta, em agosto, o nome de Jorge Viana não foi colocado na simulação da pesquisa estimulada. Mas apareceu com 39% da preferência do eleitor, no quesito “Melhor governador do Acre nos últimos 30 anos”. Cameli apareceu em segundo, com 21% da preferência; Orleir Cameli foi citado por 14%; Tião Viana por 11%; Binho Marques, 4%; Romildo Magalhães 1%, e 10% não quiseram ou não souberam responder.

Encomendada pela TV Gazeta, a atual pesquisa foi realizada via telefone, com 600 eleitores acreanos. Os dados foram coletados nos dias 29 e 30 de novembro deste ano, e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa também revelou os índices de rejeição aos candidatos, no qual Gladson Cameli, que ficou em último lugar na pesquisa de agosto (com 19%), subiu para a primeira posição, com 27% de rejeição. Jorge Viana ficou em segundo lugar, com 24%, seguido por Sérgio Petecão, com 15%, Jenilson Leite, com 8% e David Hall com 4%.

Veja também a avaliação da gestão de Gladson Cameli aqui.