Pular para o conteúdo
nesta terça-feira

Desentendimento entre policial penal e segurança causa confusão no pronto-socorro de Rio Branco

Após intervenção da Polícia Militar e Civil, a confusão foi dispersada após alguns minutos. Ninguém ficou ferido ou foi preso.

(Foto: Cedida)

Por volta das 13h desta terça-feira, 14, uma confusão no pronto-socorro de Rio Branco chamou a atenção de quem passava pelo local. A situação teria sido causada a partir de um desentendimento entre um policial penal e um segurança da unidade, após o policial tentar acessar o local armado, e ter sido barrado pelo segurança.

Segundo apurado pelo site A Gazeta do Acre, tudo começou porque o policial penal não teria se identificado, o que motivou o profissional que faz a segurança da unidade a barrar sua passagem. Contrariado, o policial chegou a acionar a Polícia Militar para intervir.

Diante da situação, enfermeiros, pessoal de apoio e até médicos se prontificaram a defender o segurança, pois segundo eles em momento algum, o policial havia se identificado, o que só ocorreu posteriormente.

“O protocolo é que qualquer policial que não esteja usando uniforme se identifique. Tem que, obrigatoriamente, apresentar algum documento de identificação, para ter acesso armado as dependências de pronto-socorro, mas esse policial não quis fazer criando toda essa confusão e mal estar” contou um médico que estava no local.

Após intervenção da Polícia Militar e Civil, a confusão foi dispersada. Ninguém ficou ferido ou foi preso.