Pular para o conteúdo
na câmara municipal

Profissionais da Educação reivindicam pagamento de abono aos técnicos da Seme

A categoria reclama da exclusão dos profissionais da rede municipal que não estão em sala de aula no pagamento do abono

A professora Ivaneide Machado defende que o abono deve incluir os técnicos da Seme (Foto: Dell Pinheiro)

Profissionais da Educação da capital acreana realizaram uma manifestação na Câmara Municipal de Rio Branco, nesta quinta-feira, 9, pela divisão do recurso do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) aos profissionais técnicos que atuam na Secretaria Municipal de Educação (Seme). O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (PSL), havia anunciado que só terá direito a receber o abono os professores que estiverem atuando em sala de aula. 

A categoria reclama da exclusão dos profissionais da rede municipal que não estão em sala de aula no pagamento do abono, além do pagamento aos servidores de apoio ter ficado somente para o ano que vem, e não junto com o dos professores. São 1.543 professores que estão aptos a receber o benefício e mais 1.193 profissionais de apoio, totalizando 2.736 servidores contemplados com o abono, que é de R$ 9,5 mil para cada.

“É realmente muito triste estarmos aqui lutando por um direito que é nosso. Prefeito, coloque-se no nosso lugar e seja justo! Lei é para ser cumprida. Não é R$ 9,5 mil, é o valor total dividido pela quantidade de contratos, e deve incluir os técnicos da Seme, porque eles estão trabalhando ligados à educação”, reivindicou Ivaneide Machado, professora do município.

A chamada sobra do Fundeb chega a cerca de R$ 22,9 milhões, que deve ser repartida aos servidores. No caso dos professores, o valor a ser dividido chega a cerca de R$ 14,5 milhões. O abono deles, segundo cronograma apresentado pela prefeitura, deve ser pago nos dias 20 e 30 de dezembro, em duas parcelas de R$ 4.750. Já com relação ao pessoal de apoio, o valor dividido é de R$ 8,4 milhões, o que representa cerca de R$ 7 mil para cada servidor. As duas parcelas de R$ 3,5 mil serão pagas nos dias 25 de janeiro e 10 de fevereiro.