Pular para o conteúdo
Decisão do Executivo

Procurador-geral João Paulo Setti confirma pedido de exoneração

“Foi de livre acordo com o governador. A gente pactuou minha saída. Continuo somando esforços ao Estado”, disse o procurador

O procurador-geral do Estado, João Paulo Setti, confirmou o pedido de exoneração, publicado na noite de quinta-feira, 23, em uma edição extra do Diário Oficial (DOE). A princípio, Setti chegou a declarar que tudo não passava de um equívoco. Mas, posteriormente, confirmou a saída da chefia da PGE.

“Foi de livre acordo com o governador. A gente pactuou minha saída. Continuo somando esforços ao Estado”, disse o procurador sobre a sua demissão.

Segundo informações extraoficiais, a saída de Setti faz parte de uma reforma administrativa que o Executivo pretende fazer, no início do ano.

Setti atua na Procuradoria-Geral do Estado desde 2004. Em janeiro de 2019, foi nomeado para chefiar o escritório de advocacia da administração pública estadual. O governador Gladson Cameli ainda não escolheu um substituto para ocupar o cargo de procurador-geral. Por conta dos recessos de final de ano, o anúncio deverá ser feito em janeiro de 2022.