Pular para o conteúdo
90 dias

Com mais de 13 mil atendimentos de pessoas com sintomas de gripe em dezembro, Acre decreta Situação de Emergência na Saúde

O decreto, publicado em edição extra do DOE, também informa que há superlotação por internações referentes à síndrome gripal nas unidades do interior e da Capital, com aumento na taxa de internação de até 120%.

O governador do Acre, Gladson Cameli, decretou Situação de Emergência na saúde pública devido ao aumento dos casos de Síndrome Gripal e Síndrome Respiratória Aguda Grave. O decreto que estabelece a medida foi publicado em caderno suplementar do Diário Oficial do Estado (DOE), na segunda-feira, 10.

Desde dezembro de 2021, as unidades de saúde do Estado têm tido aumento no número de atendimentos de pacientes com sintomas de gripe, chegando a atender mais de 13 mil pacientes somente de 1º a 31 de dezembro do ano passado. O Decreto também informa que há superlotação por internações referentes à síndrome gripal nas unidades do interior e da capital, com aumento na taxa de internação de até 120%.

Ainda nesta segunda-feira, 10, a prefeitura de Rio Branco também anunciou o Decreto de Situação de Emergência pelas mesmas razões. O Decreto municipal foi publicado na edição do DOE desta terça-feira, 11.

“Nos reunimos na sexta-feira, 7, pois estamos preocupados com os números de casos de covid-19 e de gripe em Rio Branco. Por enquanto, não estamos tendo casos graves da pandemia. Estamos realizando ações emergenciais para conter essas doenças. Também peço que a população cuide de seus quintais para que não aumente os casos de dengue na cidade. Contamos com o apoio de todos”, disse o prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom.