Pular para o conteúdo
Foragido de Rio Branco

Suspeito de estuprar mulher grávida é preso em acampamento, no interior do Acre

Homem teria torturado o marido da vítima e estuprado a mulher dentro de casa, no dia 30 de dezembro; preso possuía mandado de prisão em aberto por estupro de vulnerável, em Rio Branco

Além dos três últimos crimes pelos quais será acusado, preso possuía um mandado de prisão em aberto por estupro de vulnerável em Rio Branco. (Foto: Polícia Civil)

Foragido da justiça, um homem, de 30 anos de idade, foi preso na madrugada desta terça-feira,11, por mais três crimes de roubo e estupro em um acampamento no meio da floresta, no Ramal do Toco Preto, zona rural do município de Sena Madureira. No último, ele abusou de uma mulher grávida, no dia 30 de dezembro de 2021.

Segundo informações da polícia civil, ele invadiu a casa e agrediu um casal com a ajuda de outra pessoa que ainda não foi identificada. A gestante foi estuprada e o seu marido foi torturado. A polícia preferiu não divulgar mais informações sobre a vítima para preservar sua identidade, uma vez que vive em uma região com poucos moradores.

O delegado Marcos Frank relata que o suspeito estaria vivendo no Ramal desde agosto do ano passado, onde realizou os três últimos crimes da mesma forma: roubava as casas e estuprava as vítimas.

Preso estava foragido no Ramal desde agosto de 2021. (Foto: Polícia Civil)

“Ele já tinha um mandado de prisão em aberto por estupro de vulnerável, era morador do bairro Calafate, em Rio Branco. Mas aqui ele já tinha feito  uma benfeitoria, tinha até uma plantação de milho, fez a casa e devia ter a intenção de ficar bastante tempo por alí”, explica o delegado.

Com o foragido foram apreendidos ainda pasta a base de cocaína, dinheiro, duas armas de fogo, munições e uma motocicleta que fora roubada em agosto de 2021, no Ramal do Ouro. De acordo com  o delegado, ele deve responder pelos crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, recptação, além dos três roubos e estupros.

O preso foi conduzido a delegacia para lavratura de auto de prisão e em seguida colocado à disposição da justiça.

Leia também: Homem tenta trocar poste de energia elétrica e morre eletrocutado