Bombeiros interditam nova sede e eleição da OAB é realizada no TRE

A eleição para a escolha do novo presidente da Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil no Acre, realizada ontem, não ocorreu na nova sede, ainda em construção, como se havia anunciado. Em vistoria, solicitada pela chapa de oposição “Prerrogativas do Advogado”, o Corpo de Bombeiros concluiu que a nova sede da entidade, não oferecia a segurança necessária à realização do pleito.

Com o laudo de interdição em mãos, a Comissão Eleitoral convocou os representantes das duas chapas inscritas para conversar. Por decisão conjunta, o local da eleição foi transferido para a sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), localizada nas proximidades da nova sede.

O atual presidente e candidato a reeleição pela chapa “Uma Ordem para Todos”, Florindo Poersch, encarou a mudança do local da votação com naturalidade. “A chapa da oposição questionou a segurança para a realização da eleição na nova sede, o Corpo de Bombeiros realizou vistoria e atestou, juntamos as duas chapas e decidimos rea-lizar no TRE”, disse.

Para Silvano Santiago, representante da oposição, a mudança do local da eleição reflete a preocupação que a chapa tem com a segurança da categoria. “Infelizmente a nova sede ainda não oferece condições da realização de um pleito como este. Transferir a eleição para o Tribunal Regio-nal Eleitoral foi à melhor decisão”, declarou.

Os dois candidatos se concentraram o dia inteiro no local da votação. Os apoiadores de Florindo Poersch podiam ser facilmente identificados através de botons e camisetas fazendo alusão ao candidato. Já o grupo de Silvano Santiago preferiu ir à paisana e investiu no corpo a corpo do último dia. “É a disputa do milhão contra o tostão”, gritou um oposicionista.

Florindo se concentrou na entrada do TRE, já Silvano atuou de fiscal, com direito a crachá de identificação. Os dois votaram pela manhã, coincidentemente, na mesma seção e na mesma urna. Num clima de respeito e cordialidade, os adversários apertaram as mãos ao se encontrarem na saída do local da votação.

Segundo o presidente da Comissão Eleitoral, Wanderley Cesário Rosa, ao abrir das urnas 1.185 advogados estavam aptos a votar, sendo destes 38 lotados na subseção de Cruzeiro do Sul, onde se concentrou a votação dos advogados que atuam no Vale do Juruá.

O encerramento da eleição ocorreu pontualmente às 18h.

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation