Ex-senador José Eduardo Dutra é o novo presidente nacional do PT

Dutra
José Eduardo Dutra


O presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini (PT-SP), anunciou nesta quarta-feira (24) que o futuro presidente do partido será o ex-senador e ex-presidente da Petrobras José Eduardo Dutra. Com com 85,9% dos votos apurados, Dutra reuniu 236.206 mil votos, ou 57,9% do total.

Segundo Berzoini, a apuração deve ser concluída amanhã, mas “matematicamente” Dutra já está eleito. Em 21 unidades da federação o PT já elegeu também seus novos presidentes regionais sem a necessidade de segundo turno.

No Rio de Janeiro, no Maranhão, no Amapá, em Minas Gerais, no Rio Grande do Norte e no Amazonas pode haver disputa de segundo turno. Berzoini disse que Dutra já participou da primeira reunião para tratar da aliança eleitoral com o PMDB para 2010 na manhã desta quarta-feira.
 
 José Eduardo Dutra disputou a sucessão da presidência do PT com José Eduardo Cardozo (SP), Geraldo Magela (DF), Markus Sokol (SP), Iriny Lopes (ES) e Serge Goulart (SC).

Ao todo, mais de 445 mil petistas votaram para escolher os novos comandos estaduais e nacional. O pleito define os novos dirigentes do PT para o período 2010-2012, entre os quais os presidentes nacional, regionais e municipais da legenda, além dos integrantes dos diretórios. O cargo de presidente nacional terá uma importância adicional, pois o eleito terá como missão comandar o PT nas eleições presidenciais de 2010.
Lula – Acompanhado pela ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) e pela primeira-dama, Marisa Letícia, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva votou na manhã dedomingo (22) na eleição nacional do Partido dos Trabalhadores (PT).
 Descontraídos, os três chegaram à sede do Diretório Nacional do partido, em Brasília, vestindo camisas vermelhas e votaram em uma urna especial instalada na capital brasileira para a votação de petistas de outros estados que trabalham em Brasília. Também votou na mesma urna o chefe de gabinete do presidente, Gilberto Carvalho.
 
“Quando não têm grandes disputas o dia é tranquilo”, disse Lula em referência ao pleito deste domingo. “O PT está hoje melhor, muito mais planejado, mais preparado”, completou.
 
Dilma disse acreditar que o partido sairá fortalecido da eleição interna deste domingo. “Olha, eu acho que neste momento todos nós esperamos que o PT saia mais forte e mais unido. Obviamente a partir dessa situação ele pode ter melhores condições de fazer aliança e encaminhar aliança. O que está sendo discutido hoje, na verdade, é a forma pela qual o PT vai ser dirigido nos próximos anos”, afirmou a ministra.
 
“Penso que a eleição no PT é sempre um momento de fortalecimento do partido. Acho que o fato de nós termos muitas chapas disputando, muitos candidatos a presidente, ao invés de ser o que alguns chamam de divisão do partido, na verdade é uma demonstração da riqueza da pluralidade do partido”, disse Lula. (G1)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation