Nível do Rio Acre sofre quedas e fecha o ano próximo a 11 m

Rioooo
Após a preocupante medida de 12,06 m registrada no domingo em Rio Branco (a maior deste período de chuvas), o volume de águas do Rio Acre sofreu vazantes durante esta semana e terminou o dia de ontem (30) em 10,94 m. Na segunda-feira (28), o nível do rio já demonstrava baixa de 20 cm, indo de 12,06 a 11,86 m na Capital. Na terça, a vazante foi mais acentuada com 50 cm, deixando o rio em 11,36 m. Com a queda de 42cm de anteontem (29) para ontem (30), as medidas dos últimos dias do ano voltaram à normalidade de 9 a 11m prevista pela Coordenação Estadual de Defesa Civil.

Conforme as estimativas da Cedec/AC, a tendência é de que o rio continue sofrendo baixas nos próximos dias, terminando esta semana com a média de 10,5 m. A Defesa Civil estadual também prevê que o rio dificilmente alcançará em 2010 as cotas de alerta (13,5 m) e de transbordamento (14 m) na Capital, o que pouparia centenas de famílias dos transtornos de alagações do rio.

Apesar disso, as previsões meteorológicas apontam mais chuvas para o Estado, inclusive, para a Capital, e a média mensal de dezembro deste ano ficou em 10,04 m, 2,95 m acima da média prevista para o mês (7,09 m). O volume de água proveniente das chuvas também foi bem superior neste final de ano, com um total de 345 mm computado até a manhã de ontem. O normal seria de 249 mm.

“Tem chovido mais neste final de ano, só que estas chuvas são esparsas e não generalizadas. Por isso, o rio oscila em altas repentinamente, mas sempre volta a baixar depois. E a tendência é de que as coisas continuem assim para os próximos meses”, explicou o cel. BM João de Jesus Oliveira, coor-denador geral da Cedec/AC. 

Nas outras cidades do Estado, o monitoramento feito pela Cedec/AC e pelas demais Defesas Civis municipais apontam que os níveis dos rios acreanos estão dentro da normalidade. Ontem, Sena Madureira apresentava a medida de 11m; Cruzeiro do Sul 9,6 m; Brasiléia 3,1 m; Assis Brasil 3 m e Xapuri 5,8 m. O Riozinho do Rola, principal afluente do Rio Acre, também demonstrava quedas, ficando ontem em 9,8 m.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation