A qualquer hora

Aceitam-se os pedidos de desculpas das concessionárias de energia pelo “apagão” de sexta-feira passada. Porém, a população quer e tem direito a mais do que isso: garantias de que o problema não irá se repetir e, se ocorrer, alternativas, um plano B, para não passar mais cinco, seis horas, amargando e contabilizando toda sorte de transtornos e prejuízos.

Até agora, a rigor, as empresas responsáveis pelo setor nem forneceram explicações sobre a verdadeira que provocou o blecaute nem as medidas que estão sendo tomadas para não deixar o Estado na dependência absoluta do fornecimento e transmissão de energia de Rondônia ou do sistema nacional.

Em boa hora, o Sindicato dos Urbanitários lembrou que em junho do ano passado a Eletronorte havia assumido compromisso com o Ministério Público Federal que iria manter pronta para funcionamento uma usina em Rio Branco, com o sistema de start, que a acionaria automaticamente no caso de algum problema com o chamado “linhão”.

O Sindicato denuncia que este termo de compromisso não foi cumprido e irá fazer nova representação ao MPF, o qual, por sua vez, a sociedade espera que exija da empresa o que foi acordado.

Em resumo, este Estado não pode ficar tão vulnerável, sem uma alternativa para enfrentar este problema, susceptível de se repetir a qualquer dia, a qualquer hora.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation