Dupla leva R$ 100 mil, mata boliviano e é presa na fronteira

O assalto aconteceu por volta de 12h de quarta-feira, em frente uma unidade bancária na Avenida Santos Dumont, Centro de Epitaciolândia, distante cerca de 140 km da Capital acreana, fronteira com a Bolívia.

ZZZZZZZZZZZENCONTRO457

O empresário boliviano Mil-ko Alberto Lavandenz Rivero, 47 anos, sócio de uma casa de câmbio em Cobija, foi a Epitaciolândia com o objetivo de depositar cerca de R$ 100 mil.

Quando chegava ao banco para efetuar o depósito foi rendido por dois homens que estavam em uma moto e roubaram a bolsa do empresário.

Durante o anúncio de assalto, Milko Alberto tentou reagir ao roubo e foi atingido a tiros disparados pelos assaltantes, que saíram em fuga em uma moto, placa MZR 8411.

No momento em que aconteceu o assalto, em plena luz do dia, o delegado Sérgio Lopes passava nas proximidades e ouviu os disparos da arma.
Ao perceber uma pessoa caída ao chão e uma dupla em fuga, o delegado perseguiu os criminosos, que rumaram em direção à estrada Fontenele de Castro, saída do município.

O assaltante que estava na garupa da moto atirou várias vezes contra o veículo do delegado, que teve o pára-brisa atingido.

Diante da possibilidade de ser morto, o delegado, que já estava sem munição, optou por lançar o veículo contra a motocicleta dos criminosos, que caíram e foram rendidos.

Durante a perseguição, o delegado chamou reforço, policiais civis e militares foram mobilizados.

A vítima do assalto ainda foi socorrida e encaminhada ao hospital da cidade, mas não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu minutos depois.
Os assaltantes foram identificados pelos nomes de Elisartins Bezerra e José Ermilton Pereira.

Os dois foram presos e encaminhados à Delegacia Central daquela cidade, onde serão indiciados por latrocínio (roubo seguido de morte) e tentativa de homicídio por terem atirado contra o delegado.

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation