Independência arranca empate heróico contra Andirá

Arrasador na primeira etapa, o irrepreensível Andirá saiu para o intervalo com a vantagem de 4 a 1 no placar, diante de mais de 400 expectadores no estádio Arena da Floresta. Mas apresentando cansaço, recuando para seu campo, o Morcego permitiu ao Independência crescer em campo e arrancar o empate em 4 a 4, resultado que mantém o tricolor no G4 (4ª colocação) até os jogos do domingo.

Os dois principais nomes do primeiro tempo foram o meia Artemar, inclusive marcando um, e Cleudo, autor de dois gols do Andirá, além do gol do zagueiro Moisés. Porém ninguém contava que o pequeno Rarison ou muito menos o Jereca pudessem fazer a balança alterar para o Independência, empatando tudo em 4 a 4. Jereca marcou duas vezes, além de Tiago.

A situação do Andirá se complicou no finalzinho do jogo e deve continuar complicada na próxima rodada, pois seu principal articulador de jogadas, Artemar, acabou expulso pelo árbitro Marcos Café, envolvido em uma confusão com Djailton.

E é justamente na próxima rodada que o Andirá terá que viajar até Mâncio Lima, onde enfrenta o Náuas no estádio Totão, a partir das 17h, do dia 18. No mesmo dia, no Arena da Floresta, o Independência pega o embalado Plácido de Castro em jogo marcado para às 17h30.

Gols – O primeiro gol do jogo saiu de um lance infeliz para o Tricolor. Djailton tentando aliviar, chutou a bola em Cleudo, fazendo a bola retornar contra o “patrimônio”, fazendo 1 a 0 com apenas 15 minutos. Artemar demonstrou porque faz a diferença aos 22 minutos em cobrança de falta. O meia acertou o contrapé do goleiro Jackson que nada pode fazer, ampliando para 2 a 0.

Ronieli cobrou escanteio e Jereca antecipou a defesa para diminuir aos 35 minutos. Djailton derrubou Cleudo dentro da área, sendo assinalada penalidade pelo árbitro Marcos Café. O próprio Cleudo cobrou e ampliou para 3 a 1, com 36 minutos. E no “fechar das cortinas” da etapa inicial, Moisés desviou cobrança de falta, fazendo 4 a 1 com 44 minutos.

Mas começava a segunda etapa e nova história seria contada. Logo aos 10 minutos Victor cruzou e o pequeno Rarison subiu para descontar para o Independência de cabeça, diminuindo para 4 a 2. Neiber assinalou mais um gol, porém o assistente Mário Jorge assinalou irregularidade, provocando muitas reclamações. Jereca serviu Victor que meteu de bico, já aos 38 minutos. Quando o Andirá tentava fechar o “ferrolho” para garantir a primeira vitória, aos 40 minutos, Neiber faz a diferença em jogada individual, sobrando para Tiago deixar tudo igual: 4 a 4.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation