MP recomenda preços acessíveis das vacinas contra HPV

O Ministério Público Estadual publicou ontem a Recomendação 02/2010 que sugere à principal operadora de plano de saúde do Estado, a Unimed, a adoção de medidas que ofereça a preço de custo a vacina contra o HPV oncogênico, doença responsável pelo desenvolvimento do câncer do colo de útero. Por ter um custo muito elevado, a vacinação ainda não é oferecida pela rede pública de saúde.

As mulheres que desejam se prevenir da doença precisam dispor de recursos suficientes. O preço acessível deve ser oferecido pela Unimed a suas clientes. A Unimed decidiu incluir a vacinação contra HPV para evitar gastos maiores por parte das usuá-rias do plano de saúde em caso de futuro desenvolvimento do câncer do colo de útero.

Titular da Promotoria de Defesa do Consumidor, a promotora Alessandra Marques lembra que a vacina não pode substituir os tratamentos de prevenção do câncer. Os exames preventivos devem ser realizados, de preferência, na idade jovem das mulheres. Na recomendação, Alessandra cita que o Ministério da Saúde analisa as possibilidades de incluir as doses contra HPV no calendário de vacinação do país.

As operadoras não são obrigadas a oferecer a vacina em seus planos, mas a oportunidade de as clientes terem acesso de forma diferenciada resultará em economia para ambas as partes, além de uma qualidade de vida melhor para elas. Na recomendação, Alessandra Marques exige que a Unimed envie relatórios sobre o cumprimento das medidas adotadas para que mais seguradas tenham a chance de se vacinar.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation