Justiça autoriza a transferência de Darly Alves para Xapuri

A titular da Vara de Execuções Penais de Rio Branco, juíza Maha Kouzi Manasfi e Manasfi, autorizou a transferência do fazendeiro Darly Alves da Silva, 75 anos – conhecido mundialmente como mandante da morte de Chico Mendes, crime ocorrido em 22 de dezembro de 1988 – para concluir pena no município de Xapuri (distante 188 Km da Capital).
Darlys-Alves28
Ele estava preso em Rio Branco desde 2006, em cumprimento a mandado de prisão da Justiça de Santarém (PA), onde foi condenado a dois anos e oito meses por crime de falsidade ideológica. Como ainda tinha um restante de pena a cumprir pelo assassinato de Chico Mendes, seu novo tempo de prisão foi elevado para cinco anos e dois meses.

Atualmente, o fazendeiro está em regime semi-aberto com autorização para trabalho externo, condição que deve ser mantida em Xapuri. Ficou ainda estabelecido que o apenado não poderá freqüentar bares, boates, festas, e também que deverá recolher-se em sua casa, localizada na Fazenda Paraná, no Km 132 da BR-317, até as 22h. O monitoramente será feito pelo juízo criminal daquela Comarca.

A transferência de Darly para Xapuri deve ser definitiva, haja vista que a progressão para o regime aberto está prevista para o dia 23 de outubro deste ano. Os Relatórios de Acompanhamento Carcerário (RAP) do preso também atestam que ele tem cumprido pena de forma disciplinada.

Durante o período de aprisionamento em Rio Branco, ele apresentou problemas com gastrite crônica, o que lhe rendeu várias visitas ao médico e até uma cirurgia. Em virtude do estado de saúde, também foi beneficiado com várias saídas temporárias e até prisão domiciliar. 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation