É preciso avançar

Com o começo de agosto, a tendência é a de que a campanha eleitoral vai se intensificar. Com isso, os candidatos, de modo particular os que disputam cargos majoritários, precisam ser mais objetivos em suas propostas e programas de governo, se quiserem convencer a sociedade.

Dos candidatos da situação espera-se que não se limitem apenas a defender o que está se fazendo. Inegavelmente, o país e o Estado melhoraram. Contudo, é preciso avançar mais. Aqui no Estado, há o desafio de se começar o processo da industrialização, gerando mais empregos e renda nas cidades.

Os problemas sociais ainda são bastante agudos, como o da cri-minalidade, do tráfico de drogas e mesmo da pobreza. É preciso que o próximo governo tenha planos concretos para resolver esses problemas e isso se faz com a geração de empregos através de indústrias, sem a necessidade de abrir mão da sustentabilidade.

O mesmo se espera dos candidatos oposicionistas. Não podem incorrer no erro de ignorar os avanços feitos nem prometer o que não podem cumprir. Mas têm a obrigação de apresentar planos também concretos, objetivos, para resolver esses graves do Estado.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation