Cemater apresenta seus serviços no Dia do Cooperativismo de Crédito Internacional

Muitos podem não saber, mas hoje, 21 de outubro (terceira quinta de outubro), é o Dia Internacional do Cooperativismo de Crédito! Para celebrar a data nada melhor do que conhecer mais sobre tal serviço, que surgiu em 1902, em Rio Grande do Sul, com modestas proporções. Hoje, já movimenta cerca de 2% da economia brasileira. No Acre, a prática é representada por algumas cooperativas, tal como a de Economia e Crédito Mútuo dos Servidores Públicos de Rio Branco (Cemater), entidade com 20 anos de existência.

Apesar de certas desconfianças populares (muitas suscitadas por empresas bancárias concorrentes), a cooperativa de crédito nada mais é do que uma sociedade de pessoas sem fins lucrativos e que busca, através da ajuda mútua, a melhor administração dos recursos financeiros de associados. Em outras palavras, é como um banco, fácil, ágil e seguro, para seus cooperados (e até não cooperados), sendo eles ao mesmo tempo donos e usuários do serviço.
Segundo Marcos Torquato, diretor operacional da Cemater, outras diferenças básicas em relação aos bancos é que as cooperativas não têm metas de lucros, sendo que todos os seus resultados (sobras) são distribuídos entre os sócios, proporcionalmente ao volume de operações realizadas. Ao todo, a cooperativa em questão possui 430 filiados e faz parte do Sistema de Cooperativas de Créditos do Brasil (Sicoob).

Nas 2 décadas de atuação, a cooperativa de servidores públicos arrecadou capital de R$ 1,3 milhão e carteira de empréstimos acima de R$ 3 milhões. Em 2009, os resultados da Cemater foram de R$ 80 mil. Neste ano, devido ao bom momento do cooperativismo de crédito no Estado, estima-se que as sobras ficarão na faixa de até R$ 200 mil. Todo este valor é repassado aos cooperados, sendo que não há tributação sobre eles (Imposto de Renda, CSSL, etc).  
Entre serviços prestados na Cemater, constam: conta corrente, caderneta de poupança, aplicações financeiras, cheque especial, empréstimos (inclusive consignados), cartões de crédito, seguros, recebimentos de boletos e de contas de água, luz e telefones. Nestes últimos serviços, vale ressaltar que a cooperativa também recebe contas de pessoas não associadas, podendo, aliás, servir como válvula de escape à população para fugir de filas nos bancos ou mesmo das greves bancárias (como esta mais recente de 2 semanas).

Outras vantagens das cooperativas são os controles democráticos (1 pessoa = 1 voto) e os 100% de transparência sobre tudo que sobra e o que é gasto dos recursos dela, desde obras nas suas sedes (infra-estrutura) até contas e serviços de limpeza (manutenção). 

Para participar da Cemater, basta ser servidor público de qualquer instância (municipal, estadual ou nacional) ou membro de qualquer organização, fundação ou associação sem fins lucrativos (natureza das cooperativas). Integrantes de entidades sindicais e filhos/ congênitos de servidores públicos também estão aptos a ter acesso ao serviço. A sede da cooperativa situa-se na Estação Experimental, ao lado da Seaprof. Telefone: 3227-1459.    

Assuntos desta notícia

Join the Conversation