Servir de alerta

Nada justifica essa rebelião das detentas do presídio Francisco de Oliveira Conde, no último final de semana. Porém, deve servir de alerta às autoridades de segurança no sentido de analisar os graves problemas que estão tornando aquela penitenciária em um paiol de pólvora.

A questão é que há anos vem-se enchendo, lotando aquele presídio, sem que se tomem as medidas necessárias para transformá-lo, como preconiza a legislação, em uma casa de recuperação ou ressocialização.

Como as próprias detentas alegaram, a superlotação chegou a um nível insuportável, falta atendimento médico-hospitalar, berçário, alimentação minimamente adequada e revisão de suas penas.

Como se disse, nada justifica a atitude insana que tomaram em depredar as instalações, porque serão mais prejudicadas ainda, mas é preciso que o poder público esteja atento a esses problemas e procure resolvê-los. Até porque a experiência tem demonstrado que depois de uma rebelião, seguem-se outras, cada vez, piores e quase sempre com desfechos trágicos.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation