Escola Clínio Brandão vence Prêmio de Gestão Escolar 2011

A Escola Clínio Brandão foi a grande vencedora do Prêmio de Gestão Escolar 2011, depois de participar pela quinta vez e conseguir apenas o 2º lugar em 2007. Antes do anúncio, a equipe pedagógica já fazia festa junto com alunos, pais e servidores, somente pela participação no evento. O projeto de inclusão social e escolar de crianças e adolescentes portadores de necessidades especiais vai receber o reforço do prêmio de R$ 10 mil, com 20% de reajuste sobre os salários dos profissionais da escola, direito à participação no prêmio nacional e uma viagem internacional para que a diretora da escola possa conhecer novas práticas pedagógicas.

“Para a escola, participar representa a nossa garra, o dinamismo. É um raio-x de todo o trabalho que desenvolvemos. Ganhando ou perdendo, já saímos vitoriosos”, disse a coordenadora Ismênia Silva momentos antes de conhecer o resultado. Das 10 finalistas, 6 instituições são do interior do Estado. Francisco Braga Souza (de Rodrigues Alves), e Tupanir Gaudêncio (de Tarauacá) ficaram com o 2º e 3º lugar, respectivamente. Elas receberão prêmios em dinheiro no valor de R$ 7,5 mil e R$ 5 mil.

Daniel Zen, secretário de Educação do Estado lembra que o prêmio não visa só a premiação, mas também a auto avaliação da gestão, que envolve todos os segmentos da comunidade escolar.  Em 2011, 25 escolas concorreram com projetos referentes à leitura, inclusão de crianças com necessidades especiais, meio ambiente, valorização de ações voluntárias, alfabetização de adultos, comunicação. Muitas outras escolas inscritas não passaram pelo criterioso processo de seleção rea-lizado por órgãos e instituições da educação. “Estas escolas têm apresentado crescimento nos indicadores pedagógicos. Isto contribui para a cultura de gestão de resultados”, diz.

Escola vencedora é pioneira no processo de inclusão
Com equipe pedagógica voltada ao atendimento de crianças e adolescentes com necessidades especiais, a Escola de Ensino Fundamental Clínio Brandão, localizada no bairro Floresta e fundada em 1947, tem trabalho pioneiro na área. Possui uma sala de recursos por onde passam 27 alunos que recebem atenção individualizada com suporte especial para cada tipo de necessidade. Esta foi a quinta vez que a escola participou do prêmio. Em 2007 havia ficado em 2º lugar com o mesmo projeto.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation