Polícia encontra vestígios de sangue em casa perto de onde garota sumiu

O delegado Rafael Pimentel saiu de seu gabinete na manhã de ontem, 1º, e foi para a frente da Delegacia da Mulher. Lá, ele conversou com familiares da estudante O.L., desaparecida desde o dia 23 do mês passado, quando saiu de casa junto do namorado Jaisson Bezerra.
Delegado
O delegado conversou com os pais da estudante. Pimentel confirmou que mandou lacrar uma casa localizada no Ramal da Palheira, região da Vila Acre, onde foram encontrados vestígios de sangue (não se sabe de quem). A casa foi indicada por um denunciante anônimo.

Investigadores do Nucria foram ao local e confirmaram a denúncia. De imediato, o delegado mandou lacrar a casa, que será vistoriada por uma equipe de peritos da polícia cientiífica.

Rafael disse que, apesar de não ter feito a reprodução do desaparecimento baseado na versão de Jaisson Bezerra (que se negou a participar), a polícia segue investigando e trabalha em pelos menos 2 hipóteses. “Não abandonamos nenhuma informação. Estamos aguardando resultados de exames que já foram realizados, por exemplo, no sangue coletado na moto e nas peças de roupas de Jaisson Bezerra. É um crime complexo, mas, não insolúvel”, afirmou Rafael

Assuntos desta notícia


Join the Conversation