Problema que se arrasta

Com o período das chuvas ou do chamado “inverno amazônico” que se aproxima, o Acre vai enfrentar um sério problema de transporte. Aliás, com essas primeiras chuvas, vários aviões já foram impedidos de pousar no aeroporto de Rio Branco, tendo que ser desviados para outras capitais, causando sérios transtornos para os passageiros e à companhias aéreas.

Na verdade, o problema não é de agora, vem se arrastando há alguns anos e mesmo depois de o Exército ter feito obras de recuperação da pista não foi resolvido. Cobrada por passageiros e a mídia, a Infraero desconversa e o pior: não toma medidas para resolver essa situação vexatória.

Transporte aéreo foi e continuará sendo necessário, sob todos os aspectos, para o Estado devido à distância de outros centros e outras peculiaridades da região. Ignorar isso é desconhecer a realidade.

Daí a necessidade urgente de se tomar medidas enquanto é tempo, para evitar um colapso no setor quando o ‘inverno’ chegar. Deputados federais e senadores que viajam todas as semanas devem ser os primeiros a cobrar as medidas necessárias. 

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation