Secretaria de Educação faz seminário sobre Transtornos Globais do Desenvolvimento na Educação Inclusiva

A Secretaria de Estado de Educação, por meio da sua Coordenação de Educação Especial, realizou hoje, 26, o seminário “Transtornos Globais de Desenvolvimento na Educação Inclusiva”. O evento contou com a participação do professor Romeu Sassaki, coordenador do III Seminário Internacional de Educação Inclusiva.
Seminário Transtornos
De acordo com Úrsula Maia, coordenadora de Educação Especial da Secretaria, o seminário tem como objetivo falar sobre a deficiência psicossocial. “O seminário irá esclarecer sobre os chamados Transtornos Globais de Desenvolvimento (TGD), que são a esquizofrenia, o autismo, o transtorno bipolar, o transtorno de déficit de atenção com hiperatividade, a psicose obsessiva-compulsiva, e outros. Vamos falar sobre todas as síndromes e transtornos”.

Com este encontro, será fortalecido o processo de inclusão em todo Estado. “Professores das salas de recursos multifuncionais das redes estadual e municipal de ensino, representantes de escolas particulares e da Ufac, Ifac, Dom Bosco, Apae/AC e outras instituições estão participando do seminário para que a inclusão de pessoas com essas deficiências seja feita, de fato”, afirmou Úrsula.

O que são os Transtornos Globais de Desenvolvimento (TGD)?
Os Transtornos Globais de Desenvolvimento (TGD) são distúrbios nas interações sociais recíprocas. Costumam se manifestar nos primeiros 5 anos de vida e são caracterizados pelos padrões de comunicação estereotipado e repetitivo. Englobam diferentes transtornos: autismo, psicose infantil, a Síndrome de Asperger, Síndrome de Kanner e Síndrome de Rett.

Crianças com os transtornos apresentam dificuldade em iniciar e manter uma conversa. Causam variações na atenção, concentração e coordenação motora. Mudanças de humor e agressividade são comuns em alguns casos.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation