PP oficializa apoio para Tião Bocalom e deve indicar o vice

PPO Partido Progressista (PP) oficializou na manhã de ontem apoio à pré-candidatura de Tião Bocalom (PSDB) à Prefeitura de Rio Branco. Durante evento, realizado na sede do partido, o presidente regional da sigla, deputado federal Gladson Cameli, disse que a intenção é apresentar um nome para ser vice na aliança. Mas ele lembrou que a escolha deve ser feita num clima democrático, com a participação dos outros partidos.
A surpresa do evento foi a participação dos vereadores Juracy Nogueira (PP), presidente da Câmara de Rio Branco e prefeito em exercício e Elias Campos (PRP). Os dois teoricamente pertencem à base de apoio do prefeito Raimundo Angelim no Legislativo Municipal.

Logo após anunciar oficialmente que o PP decidiu apoiar a pré-candidatura de Tião Bocalom, o presidente do partido, Gladson Cameli, revelou que a sigla tem interesse em apresentar o nome do vice na chapa da aliança, que tem ainda PRP, PSC, PTdoB, PTC e PRTB.

“Hoje estamos reunindo nossos dirigentes e filiados para manifestar nosso apoio à pré-candidatura de Tião Bocalom à Prefeitura de Rio Branco. Essa é uma decisão madura, que foi tomada num ambiente democrático, com todos apresentando suas opiniões. Optamos por aderir aqueles que tem um projeto importante para o desenvolvimento do Acre”, disse.
Em seu discurso, o pré-candidato Tião Bocalom, agradeceu o apoio do PP e disse que a oposição está fortalecida para a disputa. Para ele, a aliança com o PP e PRP, além dos outros partidos, será fundamental para alcançar a vitória nas eleições de outubro.

Bocalom disse que o momento é de unir forças e ir ao encontro da população, apresentando um projeto ousado e que possa promover as mudanças necessárias para melhorar a qualidade de vida da população.
“Agradeço o apoio do PP. Não tenho dúvida que vai ficar bem mais fácil agora. Claro que não existe campanha ganha, mas esse apoio é muito importante e nos fortalece. Vamos unir forças e ir ao encontro da população apresentando um projeto ousado e que possam melhorar a qualidade de vida do nosso povo”, afirmou.

Participaram do evento representantes do PRP, PTdoB, PTC e PRTB, além do deputado federal Márcio Bittar (PSDB), do deputado estadual Wherles Rocha (PSDB) e o vereador Manoel Cabide (PTC).

O vereador Alysson Bestene deve ser o nome do PP para vice de Tião Bocalom. PRP, PTC, PTdoB e PRTB não tem interesse em indicar nomes. Esses partidos querem se fortalecer formando uma chapa com bons nomes para a Câmara de Vereadores. O anúncio oficial deve acontecer já em abril. As primeiras conversas devem acontecer já na próxima semana com a participação das principais lideranças dos partidos que compõem a aliança.

Márcio Bittar defende unidade da oposição

O deputado federal e presidente regional do PSDB, Márcio Bittar, reafirmou seu desejo de unidade da oposição. Para ele, levar a disputa para o segundo turno seria um risco, pois a Frente Popular pode ser fortalecer.

“Tenho esse desejo muito forte em meu coração. Acredito que precisamos sair unidos já no primeiro turno. A população já deu sinais que quer mudanças e não podemos errar mais uma vez, pois corremos o risco de perder essa oportunidade. Seria importante vencer logo no primeiro turno”, afirmou.

Ele elogiou ainda a postura e a dedicação de Tião Bocalom, afirmando que ele preenche os requisitos necessários para administrar Rio Branco, trabalhando pelo desenvolvimento e pela melhoria da qualidade de vida da população.

“Rio Branco precisa voltar a ser uma Capital. E o Bocalom reúne as condições necessárias para isso. Precisamos nos unir logo no primeiro turno, apresentando um projeto que possa atender os anseios da nossa população. Esse não pode ser um projeto só para esta eleição, pois queremos governar nosso Estado. Então que seja o início de um grande projeto”, disse.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation