Cômico e trágico

Como se mostrou ontem neste jornal, a situação é tensa na fronteira do Acre com a Bolívia, com tropas do Exército postadas de ambos os lados, e qualquer ato de provocação pode degenerar até em conflito armado.

Da parte dos militares bolivianos, eles já deram demonstrações de força e insensatez, espalhando o terror entre as famílias de brasileiros acreanos que moram na divisa entre os dois países. Incendiaram casas, mataram animais e tiveram inclusive a petulância de atravessar a divisa com o Acre, armados com fuzis e metralhadoras, para abastecer seus veículos em território brasileiro.

O Governo do Acre já tomou as primeiras providências, aler-tando as autoridades federais e o Itamaraty, mas da parte do governo da Bolívia ainda não houve nenhuma manifestação sobre o caso.

É preciso, portanto, que as autoridades maiores dos dois países ajam com mais presteza e firmeza para desfazer esse clima de tensão e retomar o diálogo para encaminhar as devidas soluções ao problema dessas famílias. Seria cômico se não fosse trágico um conflito de maiores proporções entre os dois países depois de toda a história que se conhece.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation