Ainda não há previsão para o pagamento do FGTS aos atingidos pela cheia da Capital

A Caixa Econômica Federal começou, no fim do mês passado, o atendimento para a liberação do saque do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS) aos trabalhadores atingidos pela última enchente no Estado.

Em Brasiléia, o pagamento começou no dia 27 de março, beneficiando mais de 3 mil trabalhadores. Em Sena Madureira, o processo foi iniciado no dia 2 de abril, efetuando o pagamento para mais de 700 trabalhadores.

Em Rio Branco, os pagamentos ainda não começaram a ser feitos. De acordo com a assessoria de comunicação da Caixa, uma reunião foi realizada na última terça-feira (3) com representantes da Prefeitura e da Defesa Civil, para realizar a conclusão do relatório dos atingidos pela enchente. Provavelmente na próxima semana será anuncia-do as datas para o início do pagamento na Capital.

Nos municípios onde se declarou ‘situação de calamidade’, os trabalhadores que moram nas áreas atingidas e informadas pelo poder público local têm direito a sacar o valor existente, limitado a R$ 6.220,00 por beneficiário do FGTS. É preciso ter saldo em conta para realizar o resgate. O trabalhador tem até 90 dias, após a publicação do ato do Ministério da Integração Nacional reconhecendo a situação de emergência do município, para solicitar o saque.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation