Angelim visita urbanização do bairro das Placas

Prefeitura5252Acompanhado  do presidente da Empresa Municipal de Urbanização de Rio Branco (Emurb), Jackson Marinheiro, o  prefeito Raimundo Angelim  inspecionou nesta quarta-feira, 25, as obras de urbanização do bairro das Placas, um  projeto  amplo e promotor da inlcusão social e da melhoria da qualidade de vida da população financiado pela 2ª fase  do PAC 2. Até o final deste  ano terá realizado 5,4 quilômetros de pavimentação, 36.690,69 metros quadrados de terraplanagem, 15.000 m2 de calçadas, 2,7 mil  metros de drenagem pluvial urbana; rede de água; esgotamento sanitário, sinalização viária, atividades sociais com grupos de convivência, recreação, reuniões comunitária e palestras sobre variados temas.

Angelim visitou o asfaltamento da rua 3 de Setembro, cuja extensão é de 652 metros. “É uma obra de urbanização, que trará certamente melhores condições para esta população. E esse é o nosso objetivo”, disse o prefeito.  O foco  do PAC 2 é o mesmo da primeira etapa, iniciada por Lula em 2008: logística, energia e social-urbano.

A meta é obter um crescimento do PIB em torno de 5% ao ano no Brasil realizando investimentos como esse que está sendo feito nas Placas –buscando o desenvolvimento com redução das desigualdades regionais e elevação da qualidade de vida da comunidade.  Isso deverá ser alcançado contornando-se os entraves para o desenvolvimento e com o resultado do papel “indutor” do setor público, já que cada R$ 1,00 investido pelo setor público gera R$ 1,50 em investimentos privados.  Esse conjunto de projetos de infra-estrutura pública deverá ajudar a acelerar os investimentos privados. Para Rio Branco, Angelim conseguiu aprovar mais de R$88 milhões para infraestrutura urbana.

Todo o projeto do PAC 2 conta com escritórios técnicos para a sua coordenação. A prefeitura  mantém escritórios nos bairros das obras do PAC 2, como Nova Estação, Vila Acre e Placas. Essas unidades  agregam todo esforço da Prefeitura de Rio Branco para prestar apoio aos engenheiros, trabalhadores e moradores em geral durante a realização das obras. Assim, toda a estrutura da municipalidade   está envolvida no projeto através do Mutirão Social, que visa reduzir os impactos decorrentes da grande presença de máquinas e trabalhadores na comunidade. (Ascom PMRB)

Assuntos desta notícia

Join the Conversation