Pular para o conteúdo

Acre registra o menor resultado no volume de vendas no varejo do país

Governo federal 1Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelam que o Acre foi a única das 27 unidades da Federação a obter resultado negativo no volume de vendas no varejo, em julho, com queda de -1,7% em relação ao mesmo período do ano passado. Nos demais estados, o crescimento da receita nominal foi de 2%, a maior variação desde junho de 2012 (2,4%).

Em julho de 2012, o Acre registrava 117,8 pontos no volume de vendas no seu comércio varejista. Segundo o IBGE, este número caiu para 115,8 pontos em julho de 2013. Ainda assim, na comparação com junho passado, para o volume de vendas, o Acre registrou um aumento de 0,1%.

A pesquisa avalia sempre 10 atividades em todo o país. Delas, 8 apresentaram variações positivas no volume de vendas. Nesse quadro se destacaram tecidos, vestuário e calçados (5,4%), artigos de uso pessoal e domésticos (3,9%), equipamentos e material para escritório, informática e comunicação (3,5%), móveis e eletrodomésticos (2,6%) e hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (1,8%). Combustíveis, lubrificantes, veículos, motos, partes e peças obtiveram variação negativa.

O IBGE aponta o segmento de móveis e eletrodomésticos como o responsável pela maior participação, de 22,4%, da taxa global de varejo do mês de julho. As atividades de hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo, aparecem com a 2ª maior participação neste quadro. Ainda assim, o desempenho das vendas está abaixo da média, devido aos preços dos alimentos, que tiveram aumento acima do índice geral no período de 12 meses.

Os estados que mais cresceram no comércio varejista em julho foram: Mato Grosso do Sul (15,7%), a Paraíba (13,8%), o Rio Grande do Norte (10,9%), Rondônia (10,9%) e Pernambuco (10,7%). (Com informações do Agência Brasil)