Pular para o conteúdo

Presidiário solto por engano é recapturado e volta ao presídio

 tindac
O presidiário Cristiano Magalhães Firmino, 33 anos, “o Tinda” condenado por crimes de roubo (assalto) e tentativa de homicídio, no último dia 08 de setembro foi liberado, saindo pela porta da frente do Presídio Manoel Neri do município de Cruzeiro do Sul, por engano e durante o período de liberdade foi acusado de agressão física, estupro e sequestro da ex-mulher.

 O bandido foi novamente capturado pela Polícia Militar daquela cidade e transferido para a Unidade Prisional. De acordo com a delegada Carla Ivani de Brito, da Delegacia de Atendimento á Mulher – DEAM o detento é considerado uma pessoa de altíssima periculosidade e que agora além dos crimes pelos quais já foi condenado, “Tinda” responderá pelos crimes de cárcere privado, tortura, estupro e incêndio.