Pular para o conteúdo

Ufac adere a programa para formação de 1.041 professores

GLAU5050A Universidade Federal do Acre (Ufac) realizou quarta-feira, 15, o lançamento do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Pafor), no Teatro dos Nauas, em Cruzeiro do Sul. O objetivo do programa é garantir que os professores em exercício na rede pública de educação básica obtenham a formação exigida pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB).

Em Cruzeiro do Sul, 320 alunos compõem oito turmas, sendo cinco de Pedagogia, uma de Letras-Português, uma de Geografia e uma em Ciências Biológicas. Ao todo, 19 municípios do Acre serão beneficiados com a realização do Pafor, que ofertará 1041 vagas em quatro cursos: Pedagogia, Letras-Português, Geografia e Ciências Biológicas. O coordenador do programa, Mark Clark, afirma que, para que houvesse a realização do Pafor no Estado, foi necessário “diversificar as modalidades de oferta”.

No interior do Estado, grande parte dos professores do ensino básico possui apenas nível médio. “A formação de professores sempre foi um projeto desafiador”, declarou o secretário municipal de Educação de Cruzeiro do Sul, Ivo Galvão. A diretora de Inovação da Secretaria de Estado de Educação do Acre, Cleide Prudêncio, disse que “esse é um momento de grandes proporções”. Ela citou as inúmeras parcerias realizadas com a Ufac e os municípios para promover a formação dos professores da rede básica de ensino.

O reitor da Ufac, Minoru Kinpara, falou sobre a importância da universidade no Estado, com realizações, mediante parcerias, para a expansão do ensino superior. “Aproximadamente 95% dos professores da rede básica foram formados pela Ufac”, destacou. Em seu discurso, ele motivou os novos ingressos na instituição a não desistir diante dessa nova etapa de suas vidas. “Só teremos vitórias se lutarmos”, disse.

Para a estudante de Pedagogia, Leonarda Silva, a conclusão do curso será importante. “Formar-se abrirá muitas portas, como, por exemplo, fazer os concursos que ainda não podemos”, lembrou. A acadêmica, que precisa andar 45 minutos para chegar à sala de aula, retrata a realidade de muitos desses professores atendidos pelo Pafor. A maioria deles leciona na zona rural das cidades de Porto Walter, Rodrigues Alves e Mâncio Lima, precisando vir até Cruzeiro do Sul para estudar.

O Pafor é um programa nacional implantado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior  em regime de colaboração com as secretarias de educação dos estados e municípios e com instituições de ensino superior. O ingresso se dá por meio do cadastro e pré-inscrição na “Plataforma Freire”, precisando estar cadastrado no “Educacenso” na função de docente ou tradutor intérprete de Libras na rede pública de educação básica e ter sua pré-inscrição validada pela secretaria de educação ou órgão equivalente a que estiver vinculado.

Durante o lançamento do Pafor, a coordenadora do curso de Pedagogia, Aldecy Lima, realizou o lançamento do 2º Congresso de Educação do Vale do Juruá, que acontece em maio de 2014.  (Ascom Ufac)