Pular para o conteúdo

Catorze estados terminam 2013 endividados; Acre tem déficit de R$ 412,8 mi

 As receitas de 2013 foram insuficientes em metade dos estados e no Distrito Federal para cobrir gastos com pessoal, custeio administrativo e investimentos, segundo levantamento do jornal “Folha de São Paulo”.
 
 Em 2011, apenas dois estados apresentavam déficit. No ano seguinte, a quantidade chegou a oito, até atingir os 14 de 2013.
 
 Uma das causas do aumento das dívidas é autorização da União para que os estados financiem obras emtransporte, saneamento, urbanismo e habitação.
 
 Estão com déficit os estados de Roraima (R$ 865,1 mi), Acre (R$ 412,8 mi), Amazonas (R$ 659,2 mi), Rondônia (R$ 425 mi), Mato Grosso (R$ 435,9 mi), Tocantins (R$ 51,9 mi), Maranhão (R$ 263,7 mi), Piauí (R$ 424,9 mi), Paraíba (R$ 77,7 mi), Pernambuco (R$ 1,09 bi), Distrito Federal (R$ 1,18 bi), Minas Gerais (R$ 86,2 mi), Espírito Santo (R$ 316,5 mi) e Rio de Janeiro (R$ 4,7 bi).