Balé da Bahia, mundialmente conhecido, se apresenta no dia 3 de abril em Rio Branco

Balé Folclórico da Bahia - Espetáculo Herança Sagrada Foto Vinicius Lima - em baixa resoluçãoOs acreanos terão uma oportunidade imperdível de conhecer a única companhia profissional de dança folclórica em atividade do Brasil. Trata-se do grupo Balé Folclórico da Bahia (BFB), que neste ano completa 25 anos de fundação, em agosto de 1988. E, para comemorar, a companhia promove uma turnê inédita pelas regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste do país.

A apresentação selecionada para Rio Branco será “Herança Sagrada – A Côrte de Oxalá”. A performance de 90 minutos ocorrerá no dia 3 de abril (uma quinta-feira, daqui a 2 semanas), no Teatro Plácido de Castro, o Teatrão.  Nela, 26 músicos, cantores e bailarinos reproduzem com fidelidade sequências de movimentos de rituais do Candomblé, numa coreografia baseada em danças do culto afro-brasileiro. Isso na 1ª parte. Na 2ª parte, eles reúnem coreografias clássicas e traduzem manifestações folclóricas baianas. O show já foi aplaudido em palcos de todo o planeta.

Segundo o diretor Walson Botelho, fundador e diretor geral do Balé, o espetáculo aqui será destinado a todas as faixas etárias e classes sociais. Algo que já é uma marca registrada do BFB.

Na bagagem, a companhia baiana tem ampla experiência e inúmeros artifícios para encantar a plateia acreana. Suas apresentações ecoam em todo o mundo. Já promoveu espetáculos em mais de 200 cidades espalhados em 24 países ao redor do mundo (entre eles, EUA, Itália, Canadá, Austrália, Alemanha, França, Holanda, México, Chile, Colômbia e África do Sul, etc). 

Em 1994, o BFP foi considerado pela Associação Mundial de Críticos como a melhor companhia de dança folclórica do mundo. O Balé Folclórico da Bahia também já formou, com seu trabalho de fundo social, mais de 700 bailarinos (muitos deles iniciantes na arte da dança, e que, com o grupo, deram os primeiros passos rumo ao estrelato e brilham hoje em shows por todo o mundo).

O grupo também foi reconhecido pelo Jornal New York Times (NYT) como detentor de um ritmo ‘explosivo’, herdado do folclore afro-brasileiro, e apresentado por bailarinos  ‘exuberantes, incansáveis e virtuosos’. A crítica do NYT, Anna Kisselgoff, foi mais além: “eu já assisti seus maravilhosos bailarinos em diferentes países, sempre se comunicando com o público. Crianças e adultos são tomados de imediato pelos ritmos e encantos de sua arte”, escreveu a jornalista.

Após se apresentar em Rio Branco, a companhia seguirá a turnê em Goiânia/GO, no dia 5 de abril; depois em Palmas/TO, no dia 9; e em São Luis/MA, com 2 performances nos dias 12 e 13 de abril. Para fechar a temporada especial de 25 anos, o Balé Folclórico da Bahia se apresenta duas vezes em casa, Salvador/BA, nos dias 25 e 26 de abril, no Teatro Castro Alves (TCA). (Com informações de Carol Campos / Assessoria BFB/ Foto: Vinicius Lima)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation