Servidores do IFAC realizam manifestação e afirmam que atual reitor ignora sindicato

 Reunidos em frente ao gabinete do reitor do Instituto Federal do Acre (Ifac), os servidores fizeram muito barulho reivindicando por eleições, o fim do assédio moral, além de melhores estruturas como biblioteca e laboratórios. Atualmente são mais de 400 servidores distribuídos nos vários campus em todo o Estado.

 Segundo a coordenadora do Coordenadora Geral do Corpo Técnico-Administrativo, Paula Daniele Batista, o reitor ignora as reivindicações dos alunos, servidores e professores. “Prova disso, são os inúmeros ofícios enviados a ele para promover um diálogo, mas todos eles são ignorados. O IFAC esta crescendo muito, mas crescendo de forma inadequada”, denuncia.
Paula ressalta que há problemas, inclusive, de assedio moral. “    É uma situação insustentável, não dá para termos um reitor indicado por partidos políticos. Se não houver em acordo com o governo federal, uma greve pode acontecer a partir de abril”.

 Os servidores também reivindicaram as pautas nacionais como reajuste salarial, flexibilização da carga horária e outras demandas.

 Por outro lado, a reitoria apresentou um ofício em que o Sindicato comunica a paralisação assim como as reivindicações e afirmou que um calendário está sendo preparado para negociação das pautas.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation