Deputados vistoriam área do Madeira hoje e prometem instalar Comissão Especial para investigar possíveis causas da enchente

 Nesta quinta-feira, 06, uma comissão de deputados estaduais segue novamente com destino à travessia do Madeira. Agora os parlamentares prometem cruzar o rio e ver a realidade do lado rondoniense, uma vez que lá a situação é mais crítica.

 Os parlamentares também conhecerão o porto provisório construído no distrito de Abunã, onde operam as balsas que fazem a travessia de produtos para o Acre. Com esse novo trajeto o tempo de travessia chega a 3 horas de duração.

 O vice-presidente da Assembleia Legislativa do Acre, deputado Moisés Diniz (PC do B) está preparando um relatório para ser entregue à Defesa Civil Nacional. De acordo com o parlamentar, essa 2ª ida ao local da catástrofe servirá de subsídio para a elaboração do documento.

 Em outra linha, o deputado explicou que a Aleac deve continuar apoiando as ações do Governo do Estado, seja buscando alternativas de abastecimento via Cruzeiro do Sul, seja por aeronaves. Mas além, disso a Aleac deve instalar uma Comissão Especial composta de parlamentares, engenheiros, técnicos, membros da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para investigarem as causas da enchente na Bacia do Madeira. A ideia é afastar qualquer dúvida quanto à ligação da enchente com a construção das hidrelétricas ou confirmar essa hipótese.
“Vamos montar uma Comissão Especial com a presença da Ufac, da Funtac, do Sindicato dos Engenheiros, da OAB dando o suporte jurídico para que investiguemos as causas dessa enchente, esse é o foco dessa nossa visita hoje”.

 Como medida emergencial, o deputado voltou a defender a utilização dos caminhões anfíbios, carros utilizados pelo Exercito Brasileiro capazes de trafegar em terrenos alagadiços com até 1 metro de lâmina d’ água. Segundo ele, esse tipo de transporte, se utilizado poderia amenizar a situação, pois eles têm capacidade para 10 toneladas sendo que o trecho mais castigado pelas águas é de 1,5 km.

 Pelo menos 15 deputados acreanos confirmaram a visita à área coberta pelas águas do Rio Madeira. Acredita que não haverá sessão ordinária nesta quinta-feira, 06.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation