Flaviano Melo sugere mudança do Centro de Brasileia por causa das enchentes

Deputado Flaviano Melo se reuniu com o  prefeito Everaldo Gomes
Deputado Flaviano Melo se reuniu com o prefeito Everaldo Gomes

As seguidas enchentes em Brasileia tem causado prejuízos econômicos enormes. Sem falar na tragédia que se abate sobre os moradores tanto com a subida das águas quanto na recuperação após enchente. Diante dessa situação o deputado federal Flaviano Melo (PMDB) esteve na sexta, 27, reunido por horas com o prefeito Everaldo Gomes (PMDB). Eles querem traçar um plano para transferir gradativamente para outro local mais alto o Centro de Brasileia.

“Vamos formar um grupo para criar um projeto com ajuda de especialistas e técnicos das universidades para começar a mudança do centro histórico de Brasileia. Como prédios importantes do centro, fórum, bancos, escolas, lojas e outros edifícios públicos são os mais prejudicados nas cheias é preciso que se construa novos prédios num local não alagadiço para funcionar esses serviços essenciais. Claro que isso não é possível de ser feito de uma única vez. Mas diante das constantes cheias é preciso tomar uma providência”, afirmou o deputado.

Flaviano que também é engenheiro, quando foi governador do Acre e prefeito da Capital, conseguiu mudar o eixo de crescimento de Rio Branco para locais mais altos. Graças a isso, as enchentes do Rio Acre na Capital prejudicam muito menos moradores. “A ideia é com ajuda de recursos federais realizar um processo similar em Brasileia, tirando do centro o funcionamento de órgãos fundamentais para o município”, projeta Flaviano.

Estado de calamidade em Brasileia
O deputado revelou ainda que o prefeito Everaldo Gomes já decretou estado de calamidade em Brasileia. “Durante a visita ao município o ministro da integração, Gilberto Occhi, se comprometeu a acatar o pedido de calamidade, na segunda-feira, 2. Isso é importante porque os recursos podem ser destinados diretamente para a prefeitura de Brasileia”, disse ele.

O estado de emergência decretado pelo Governo do Estado faz com que os recursos federais sejam distribuídos para todos os municípios prejudicados pelas cheias. Flaviano luta pelo reconhecimento do estado de calamidade para que cada gestor municipal possa empregar os recursos de maneira direta e citou um exemplo. “A prefeitura de Brasileia está fornecendo diariamente mais de seis mil refeições para o desabrigados. Só agora na sexta, 27, que o Governo passou a contribuir com mil refeições”, lamentou. (Texto e foto: Assessoria)

Assuntos desta notícia