Indefesa

Simplesmente um absurdo! Uma mulher (cuja identificada foi preservada) teve sua casa invadida na madrugada da última segunda-feira, 4, no bairro Nova Esperança. Um homem encapuzado a acordou com barulhos e, ao recobrar os sentidos, o bandido estava já deitado em sua cama.

Como se não bastasse o assalto, a vítima teve a sua dignidade maculada. Foi estuprada pelo marginal, um homem de 27 anos identificado apenas como Chapolin. Ele ainda a teria ameaçado de morte caso não conseguisse roubar nada, após o abuso sexual.

Ao ser preso, o acusado, nem um pouco temeroso por estar nas garras da polícia, falou sobre o seu ‘histórico’. Um passado negro que ele não faz a mínima questão de esconder, ou se envergonhar por ele. Ao contrário, Chapolin faz é se orgulhar de já ter estuprado e matado uma garota que o denunciou. E ainda disse que há muito tempo já observava a nova vítima.

A verdade é que o nome da mulher não foi divulgado, mas a polícia sabe quem é. Com o histórico do tal de Chapolin, não se pode esperar outra coisa que não seja um perigo fatal para esta mulher. Ela deve ser protegida contra este monstro. E ele deve ir para a cadeia. Caso contrário, será mais uma vítima de um sistema ridículo no Estado que deixa criminosos à solta.

Assuntos desta notícia