Pular para o conteúdo

Acusado de matar homem dentro de banheiro vai a delegacia e sai pela porta da frente

Acompanhado de seu advogado e familiares Jardson Aguiar da Silva, 20 anos, se apresenta na 3° Regional de Polícia para prestar depoimento sobre o assassinato de  Francisco Ferreira Neris, de 48 anos, encontrado morto por familiares em banheiro com uma facada no peito no último sábado, 25, em ramal da Transacreana. Jardson já estava sendo investigado pela Polícia Civil como o principal suspeito pelo crime.

Jardson foi recebido pelo delegado Frabrízio Sobrera e em seu depoimento relatou que cometeu o crime por questão de honra, pois teve sua mulher assediada pela vítima.



Ele contou que estavam em uma festa quando Francisco passou a assediar sua esposa chegando até a assediar a mulher. Irritado, ele aproveitou que Francisco se afastou para ir ao banheiro e após uma breve discussão o apunhalou com uma facada no peito.

No dia do ocorrido, a família chegou a apontar um homem identificado como Ercílio Amâncio da Costa Neto como principal suspeito e ainda chegou a ser detido ao ser encontrado em sua residência uma arma de fogo estilo rifle com 10 munições, porém foi inocentado pelo crime de Francisco após investigações, sendo indiciado apenas por porte ilegal de arma.

Como um mandato judicial ainda não havia sido expedito para que realizasse sua prisão, Jardson, após seu depoimento teve que ser liberado, mas permanece sobre a supervisão da polícia até que seja expedido o mandado oficial de sua prisão.

Acusado de matar homem dentro de banheiro vai a delegacia e sai pela porta da frente

error: Conteúdo protegido!!!