Pular para o conteúdo

Greve do INSS termina, mas médicos peritos continuam com paralisação

 De braços cruzados desde o dia 10 de julho, os servidores do INSS optaram pela suspensão da greve. Porém, os médicos peritos do Instituto continuam com a paralisação, que começou no último dia 4 de setembro. Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores Federais no Acre (Sindsep/Ac), Ângelo Augusto, as perícias agendadas serão realizadas normalmente, mas apenas 30% dos peritos irão manter o atendimento nas Agências de Previdência Social (APS) no estado.

A preocupação dos beneficiários do órgão é visível, todos os dias em frente às agências várias pessoas, ainda sem informação, buscam por atendimento. Mesmo após o término da paralisação, o presidente explica que o atendimento só será normalizado nessa quinta-feira, 1º de outubro. “Nós precisamos atualizar o sistema, fazer limpeza no local, atualizar as senhas, e também tirar as pendencias daquilo que já estavam em andamento”, disse Augusto.



O presidente do sindicato esclarece que alguns beneficiários podem perder o benefício temporariamente, pois as perícias médicas tem prazo estabelecido. “Para garantir o direito nós estamos recomendando que agendem as novas datas pelo telefone 135, ou no site da previdência: www.previdencia.gov.br. Quem não conseguir, a partir do dia 1º pode estar marcando nas agências”, recomendou.

De acordo com Augusto, cerca de 950 pessoas já estão com a perícia médica agendada. Ele destacou que os serviços de agendamento e perícias serão realizados nas principais agências do INSS. Já os serviços rápidos como emissão de declarações, extratos, cálculo da Guia da Previdência Social, atualização de cadastros, senhas, entre outros, serão realizados no prédio da gerência do INSS, localizada próxima ao Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb). “Nós dividimos os serviços para agilizar os atendimentos”, completou o presidente.

error: Conteúdo protegido!!!