Pular para o conteúdo

Parlamentares cobram explicações acerca de apagões no Estado

Os recentes apagões ocorridos no estado do Acre foi tema de debate nas casas legislativas, na manhã de ontem, 22. Deputados estaduais, federais e senadores acreanos cobram uma explicação das autoridades competentes acerca do assunto.

O deputado estadual Gehlen Diniz (PP) destacou que apresentou a mesa diretora da Aleac um requerimento solicitando explicações da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) no Acre acerca do assunto. “Inadmissível o que vem ocorrendo neste Estado nas últimas semanas. Esse é o órgão que tem dar uma resposta para esse estado sobre esses constantes apagões. Precisamos saber quais medidas estão sendo adotadas para resolver esse problema”, disse o deputado.



Ele lembrou que no último final de semana uma empresa de alimentos localizada no município de Brasiléia teria tido o prejuízo de mais de R$ 130 mil reais em decorrência dos apagões. “Os prejuízos são enormes. A Acreaves perdeu mais de doze mil frangos, devido ao calor. Quando a luz apagou, os aparelhos que controlam as temperaturas nas estufas foram desligados, gerando esse enorme prejuízo”, disse.

O deputado federal Alan Rick (PRB-AC), informou que solicitou uma audiência pública com Ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, e com o diretor-presidente da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), Nelson Hubner. Ele lembrou que em menos de dois meses já ocorreram cinco apagões.

“Tenho alertado sobre os sérios problemas no fornecimento de energia elétrica para o Estado do Acre há muito tempo. As interrupções de energia elétrica que vem ocorrendo no Acre tem gerado uma crise sem precedentes, com prejuízos incalculáveis em todo o Estado. Temos que encontrar uma solução”, falou.

 O senador Jorge Viana (PT-AC) também cobrou providências quantos aos apagões. Para ele, o momento é de encontrar uma solução, haja vista que o debate sobre a qualidade do serviço prestado pelo sistema elétrico do país já vem sendo realizado há muito tempo.

“O drama dos apagões continua e causa enorme prejuízo a todos, não importa o que façam ou onde vivam. Os prejuízos são incalculáveis para aqueles que têm um pequeno comércio e perdem tudo quando falta energia. O risco atinge todo mundo quando, sem nenhum aviso, sem nenhuma satisfação dada, se desliga a energia e paralisa serviços essenciais, como atendimento de saúde e até telefonia e internet”.

Ele frisou que as constantes quedas de energia acontecem no momento de mais calor no Estado. “No período que mais precisamos de energia, por conta do nosso verão, para conservar os alimentos e enfrentar a onda de calor insuportável, recebemos esse tratamento da Eletronorte e do Ministério de Minas e Energia”, reclamou.

Na próxima semana a Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor, Fiscalização e Controle (CMA) do Senado estará realizando também uma audiência pública para discutir a qualidade e a segurança dos serviços do sistema elétrico nacional.

 

error: Conteúdo protegido!!!