Pular para o conteúdo

Segurança Pública ressalta que as investigações sobre a existência de facções criminosas não começaram com os atentados

 Após a prisão de 15 pessoas suspeitas de envolvimento com facções criminosas, no bairro Santa Inês, os representantes da Divisão de Investigações Criminais da Polícia Civil, Bope, Delegacia de Combate ao Crime Organizado (Deco) e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), não descartam novas prisões e ressaltam que as investigações não começaram por conta dos atentados, registrados na semana passada.

A maioria dos presos já possuía ficha criminal e foram indiciados por associação ao crime. As autoridades de segurança apontam que a reunião se tratava do planejamento de novas atividades criminosas.



Segundo delegado Getúlio Teixeira não poderia repassar muitos detalhes, mas que há indícios de ligação dos suspeitos com presidiários, porém ainda não há nada confirmado. “Conseguimos êxito na prisão desses 14 integrantes e um menor, totalizando 15 que estavam planejando diversos crimes em Rio Branco. Acreditamos que com essas prisões iremos garantir a ordem pública no Estado. Estamos apurando todos os fatos para entregar ao Judiciário”, explicou o delegado.

O coordenador do Gaeco, o promotor de justiça Danilo Lovisaro, explicou que o próximo passo para o Ministério Público Estadual é reunir todas as provas para garantir a condenação dos suspeitos.

“Existe uma suspeita da ligação dos suspeitos com facções criminosas, mas que após a análise da ação penal novas investigações devem ser desencadeadas para averiguar o caso”, destacou Lovisaro.

“Esperamos que com as provas trazidas até o MPAC haja condenação de todos os envolvidos. Não podemos deixar que essas facções tomem conta da cidade. Isso é algo que a Segurança Pública, com todo aparato, não vai deixar e o MP-AC também está sendo atendo a isso, sempre acompanhando, prestando auxilio e definindo estratégias de ação”, concluiu o coordenador.

Nome dos suspeitos presos em flagrante, na última quinta-feira, 15

Jodeilson Sales Souza (30), Gabriel de Souza Lima (18), Jamison de Moura Chaves (29), Valcemir Teixeira da Silva (20), Diego Uchoa de Lima (23), André Luiz do Amaral (23) Valcenilson Souza Nogueira (25), Marcondes Pereira Alves (18), Luciano da Silva Rocha (20), Joy Stefano Costa Golçalves (24), Cleylson Silva de Oliveira (20), Edson de Alencar Araújo (30) e José Rafael Dias de Mendonça (32).

Coletiva Polícia - OL (5)

Fotos: A GAZETA/ ODAIR LEAL
Fotos: A GAZETA/ ODAIR LEAL
error: Conteúdo protegido!!!