Começa edição 2016 do projeto Bombeiro Mirim

A vice-governadora do Acre, Nazareth Araújo, participou na segunda-feira, 21, no Teatro Plácido de Castro, na capital, da abertura da sétima edição 2016 do projeto Bombeiro Mirim, que irá trabalhar com mil crianças em todo o Acre.

A emoção marcou a solenidade, com execução do Hino Nacional, e um vídeo que mostra as atividades desenvolvidas durante o projeto.

João Vítor da Costa, 13 anos, mora no bairro São Francisco, e foi um dos selecionados para o projeto. “Não tenho palavras, sempre sonhei em ser bombeiro e agora estou aqui”, disse, emocionado.

A mãe, Francisca Ferreira, 39 anos, dois filhos e auxiliar de serviços gerais, fez questão de agradecer a oportunidade. “Paras as famílias é uma honra participar desse projeto e saber que nossos filhos vão aprender cada vez mais. Eu só tenho a agradecer”, disse.

O comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Gundim, explicou: “Nosso principal objetivo é criar nos jovens uma personalidade e uma conduta de respeito às instituições, na formação de um comportamento digno. Que eles possam honrar suas famílias e ter uma mudança no seu cotidiano. Vamos abrir uma turma nova no bairro Sobral e ano que vem queremos abrir novas turmas na capital”.

A secretaria de Educação é um dos parceiros do projeto. “Com essa parceria, a gente garante um sujeito que compreende a noção do certo e errado, de bons valores, de como se comportar numa sociedade, respeitar os outros e principalmente conviver numa sociedade colaborativa e de paz”, disse o secretário de Educação, Marco Brandão.

Nazareth Araújo ressaltou a importância do projeto, que é uma ação fundamentada no Estatuto da Criança e do Adolescente, e também na política de segurança pública, no que se refere ao enfrentamento e à redução da criminalidade.

“Nosso governo celebra, neste momento, todos os esforços para que alcancemos uma sociedade de paz. E para que os valores cheguem a essas crianças com muito mais força, para que sejam cidadãos de bem, lutando para uma sociedade cada vez mais justa”, avaliou Nazareth.

Assuntos desta notícia